ANO: 26 | Nº: 6525
30/01/2019 Cidade

Dívida é parcelada e leilão de antiga Charqueada é cancelado

Foto: Tiago Rolim de Moura

Complexo seria leiloado por pendências fiscais do atual proprietário
Complexo seria leiloado por pendências fiscais do atual proprietário

O complexo que sediou a antiga Charqueada de São Domingos, construída em 1902, teve os dois certames destinado à sua venda cancelados pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE). O primeiro leilão seria realizado ontem, no átrio do foro, e o segundo no dia 8 de fevereiro. O valor mínimo para lance era de R$ 225 mil.

Segundo o leiloeiro responsável, João Honor Coirollo de Souza, o leilão seria realizado através de execução fiscal do Estado, por pendências de tributos devidos pelo Frigorífico Mercosul S.A., atual proprietário do local. "Foi realizado o parcelamento da dívida diretamente com a PGE", comenta.

A estrutura que seria leiloada conta com duas áreas, sendo uma com 16 hectares e outra de quatro hectares, além das ruínas do antigo prédio, com 11.468,22 metros quadrados (m²). Todo o complexo estava avaliado em R$ 450 mil.

Nesse primeiro momento, o complexo só poderia ser arrematado pelo valor à vista e, no segundo certame, o valor do complexo poderia ser parcelado em até 30 meses. A venda incluiria conjuntos de pavilhões interligados, além de estrutura destinada para restaurante, um prédio de alvenaria destinado à igreja, cujo teto desabou após um incêndio, em 2013, e um prédio de alvenaria destinado ao colégio e gabinete médico.

De acordo com informações do Inventário Cultural de Bagé, da pesquisadora Elizabeth Macedo de Fagundes, o complexo foi inaugurado em 1902, sediando a Charqueada de São Domingos. Em 1936, funcionou a cargo da empresa Suñe & Cia, passando, na safra de 1937, à Sociedade Cooperativa de Carnes e Derivados. Em março de 2005, o prédio foi adquirido pelo Frigorífico Mercosul.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...