ANO: 25 | Nº: 6208

Rochele Barbosa

rochelebarbosa@gmail.com
Jornalista formada pela Universidade da Região da Campanha. Responsável pela produção e reportagem do caderno de Saúde do Jornal MINUANO
11/02/2019 Caderno Minuano Saúde

Siso - o “dente do juízo”

Foto: Divulgação

Página 2 ou 3
Página 2 ou 3

Os terceiros molares são popularmente conhecidos como sisos ou dentes do juízo. Eles são os últimos dentes a erupcionarem e, geralmente, ficam visíveis entre os 16 e 25 anos de idade. Essa etapa de erupção pode causar alguns desconfortos, sendo necessária a extração.

O procedimento é necessário quando a posição não está adequada na arcada dentária, quando eles estão inclinados, deitados ou inclusos, o que acaba dificultando sua limpeza e causando alguns problemas, como acúmulo de micro-organismos ao seu redor, inflamação na gengiva (pericoronarite), abscessos, cárie no próprio siso ou no dente vizinho, dores intensas, reabsorção da raiz do dente adjacente e, também, pode estar associado à cistos e tumores.

Nesta edição, a odontologista Gabriela Quadros da Costa explica tudo sobre esses dentes.

Extração dos terceiros molares

Segundo a especialista, há discussões na odontologia com relação ao tempo certo para realizar a extração, portanto, é importante consultar um dentista para que ele avalie e planeje corretamente o melhor tratamento. “Algumas informações devem ser levadas em consideração para não realizar a remoção do dente, como a saúde geral do paciente, a idade avançada, processos infecciosos, extrações precoces, possibilidade de tratamento conservador ou possibilidade de dano a estruturas anatômicas importantes durante a cirurgia”, ressalta.

Caso seja indicada a extração, o profissional deve avaliar o paciente clinicamente, realizar radiografia panorâmica e, por vezes, uma tomografia da região, complementa a odontologista.

O processo cirúrgico compreende em analisar as radiografias, avaliar a necessidade de medicação antes da extração, anestesia local, acesso ao dente, remoção do dente e fechamento da área através dos pontos, destaca.

Gabriela acrescenta que, apesar de ser rápida, a extração dos sisos não deixa de ser uma cirurgia, portanto, o paciente deve ter alguns cuidados após a operação para que não ocorram complicações. “O paciente deve se alimentar de comidas pastosas e frias, como sopas, sucos, sorvete, dormir com o travesseiro mais elevado, não fazer bochechos e cuspir, manter sua higiene bucal normalmente, fazer compressa de gelo nas primeiras 24h para diminuir o possível edema e tomar a sua medicação corretamente”, relatou a profissional.

Finalizando, a especialista completa dizendo que, apesar de muitas pessoas terem medo, a cirurgia de extração de siso é muito comum na odontologia, sendo um procedimento seguro e simples, quando realizado por profissionais qualificados.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...