ANO: 25 | Nº: 6386
14/02/2019 Segurança

Investigação sobre caso de estupro e cárcere privado ouvirá cerca de dez testemunhas

No sábado passado, um caso de estupro e cárcere privado chcou a comunidade bajeense. Uma adolescente de 14 anos relatou ter sido vítima de ambos os crimes que, agora, de acordo com a delegada Daniela Barbosa de Borba, que está respondendo pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), realiza a oitiva com testemunhas.
"Iremos ouvir cerca de 10 pessoas. Temos dois adolescentes que são suspeitos do fato, mas, ainda há muito a averiguar. Acredito que, até o final deste mês, iremos remeter este inquérito para a Promotoria da Infância e Juventude, pois o fato envolve menores", complementou.
Daniela ressalta que foi feito um trajeto pelo local, onde a vítima disse que foi levada, para viabilizar a reconstituição. De acordo com ela, foi averiguado o local que a vítima disse ter ficado em cárcere privado. "Fizemos toda a trajetória, o local era um galpão sem teto, muito avariado", detalhou.
Segundo registrado em boletim de ocorrência, a vítima foi socorrida por um morador que a viu sair de um matagal, após fugir, e dito a ele que teria sido sequestrada na quinta-feira passada e mantida em cárcere até o sábado, período em que também foi estuprada pela dupla acusada. A vítima contou que "não bebeu água e comeu somente umas bolachas" ao longo dos dois dias de cárcere.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...