ANO: 25 | Nº: 6405
14/02/2019 Fogo cruzado

Lideranças do Comung se reúnem com o senador Heinze

Foto: Rafael Camargo/ReproduçãoJM

Parlamentar gaúcho ouviu demandas dos representantes de instituições comunitárias
Parlamentar gaúcho ouviu demandas dos representantes de instituições comunitárias

Uma comitiva de lideranças que integram o Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) participou, ontem, em Brasília, de agenda com o senador gaúcho Luis Carlos Heinze, do Progressistas. Recepcionados no gabinete do parlamentar, os representantes das instituições de Ensino Superior apresentaram projetos buscados e, ao mesmo tempo, se colocaram à disposição para auxiliar em pautas que exijam a expertise garantida pelas universidades.
De acordo com a reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana, integrante do Consórcio, a atuação do senador é importante para o Comung. "Ele conhece as instituições comunitárias e a gente o tem como colaborador, principalmente na bandeira do agro. Ele se colocou à disposição para defender, também, as nossas pautas, entre elas a Frente Parlamentar das Comunitárias", mencionou.
A comitiva, na reunião, foi composta pela presidente do Comung e reitora da Unisc, professora Carmen Lúcia de Lima Helfer, reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana, reitora da Unijuí, Cátia Maria Nehring, pelo reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava, e pelo reitor da Feevale, Cleber Prodanov.
Lançada em 2017, a Frente Parlamentar Mista das Universidades Comunitárias busca estreitar o diálogo entre as instituições de Ensino Superior e o Congresso Nacional. Parte das atividades de tal grupo, busca incentivar o debate sobre o Financiamento Estudantil (para além do FIES), assim como a certificação das entidades beneficentes de assistência social que tenham atuação exclusiva ou preponderante na área da educação, o chamado CEBAS.
Heinze, aliás, deve ter sua atuação ampliada a partir deste ano. Mais votado no Rio Grande do Sul na eleição para senador, com nada menos que 2.316.177 votos, o progressista demonstrou capacidade de captar as demandas do povo gaúcho ao longo do pleito eleitoral. Agora no Senado, e com mandato de oito anos pela frente, ele será um dos principais porta-vozes dos pleitos do Estado, inclusive junto ao setor de Ensino Superior.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...