ANO: 26 | Nº: 6524
15/02/2019 Cidade

Pregão adquire alimentos para pastas municipais

Com o objetivo de escolher as melhores propostas para o fornecimento de gêneros alimentícios - hortifrutigranjeiros, carnes e pão - que devem atender suas secretarias municipais, a Prefeitura de Bagé realizou, terça-feira, um pregão presencial.
No certame, realizado na sede da Secretaria de Economia, Finanças e Recursos Humanos (Sefir), foram definidas as empresas responsáveis por fornecer 52 produtos, pelos próximos 12 meses, às pastas de Educação e Formação Profissional, Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso e Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência.
Segundo o supervisor geral de Compras e Licitações da Sefir, Ricardo de Freitas Barcelos, quatro empresas apresentaram propostas, na modalidade de menor preço. As quatro venceram por itens separados.
De acordo com a coordenadora do Departamento de Nutrição Escolar, Cibele Chaves, os itens abrangem gêneros perecíveis, hortifrúti e carne. "Para março, já foi lançado o edital para a aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar e cooperativas. O processo atende ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que vem sendo desenvolvido pela atual gestão desde 2017", ressalta a coordenadora.
A secretária Adriana Lara destaca que, em 2018, foram atendidas 22 escolas do município. Já para este ano, a expectativa é de ampliar esse número. "Estamos verificando a possibilidade de ampliar o projeto para 48 escolas. Essa é uma conquista, pois incluímos produtos de grande qualidade e frescos na merende escolar das nossas crianças", comemora.
O programa, incentivado pelo Ministério da Educação, através do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), visa atingir 30% do consumo escolar destinado à agricultura familiar, através da utilização de alimentos produzidos da forma que se enquadram nas regras do programa.

Produtos

Entre os produtos pedidos no edital, estão banana prata, bebida láctea fermentada, bergamota, maçã vermelha, mamão formosa, ovos de galinha, tomate, carne moída congelada, carne picada, carne suína, coxa e sobrecoxa de frango com osso, iscas de fígado bovino, fígado de frango, margarina, moela de frango e pão de forma, entre outros.
O prazo de entrega de produtos no depósito do Departamento de Nutrição Escolar, como o caso da margarina, deverá ser de até 10 dias corridos a contar do recebimento da nota de empenho e solicitação de entrega pelo Departamento de Nutrição Escolar.
A estimativa é realizada através do levantamento anual do que é consumido pelos serviços das secretarias; porém, conforme o governo, o maior volume é registrado pela Smed, através da confecção da merenda escolar.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...