ANO: 25 | Nº: 6381
18/02/2019 Cidade

Associação de moradores realiza mutirão de manutenção em escola da rede municipal

Foto: Tiago Rolim de Moura

Área interna passou por limpeza
Área interna passou por limpeza

No último final de semana das férias escolares, o movimento na Escola Municipal Nossa Senhora das Graças, no bairro Dois Irmãos, foi intenso. Enquanto os estudantes se preparam para voltar às aulas, na quarta-feira, 20, um grupo de voluntários preparava, no sábado, a instituição de ensino para receber a criançada para o ano letivo de 2019.
O mutirão de voluntários foi coordenado pela Associação de Moradores do Bairro Dois Irmãos. Durante a manhã e tarde, a presidente da entidade, Mara Regina Duarte Oliveira, e a vice, Carmem da Silva Ferraz, acompanhadas de voluntários da comunidade e do gabinete do vereador Graziane Lara, realizaram a limpeza e poda no pátio da escola, além de uma faxina no refeitório utilizado pelos estudantes.
Mara destaca que a ideia do mutirão surgiu para auxiliar a escola, despertando nos moradores da comunidade o sentimento de pertencimento e propriedade sobre a estrutura. "Isso aqui é de todo mundo, então temos que nos unir para deixar o melhor ambiente possível para receber os alunos na quarta", ressalta.
A intenção de Mara Regina não é apenas garantir apenas a limpeza do prédio, mas também realizar reparos na estrutura do prédio, que se encontra deteriorado. Um dos reparos mais urgentes é a troca de caibros e telhas do corredor de acesso à área comum da escola. "Têm algumas partes que estão podres e queremos trocar para evitar qualquer tipo de acidente que possa machucar as crianças", relata.
A pintura, a instalação de novas lâmpadas e troca de caixas de descarga também estão entre as prioridades da obra, que conta com doações da comunidade. "Cada escola é responsável pela manutenção do prédio, mas, como sabemos que esse tipo de serviço tem um custo alto, resolvemos, enquanto associação, pedir ajuda da nossa comunidade para deixar tudo pronto para as crianças. Se os alunos tem um parente que esteja disposto a nos ajudar voluntariamente, já diminui muito a despesa para a própria escola", destaca.
Avó de um aluno do 6º ano, a vice-presidente da entidade, destaca que a comunidade do bairro é muito unida e envolvida nas ações da escola, mesmo porque muitos já passaram pelas salas de aula da instituição de ensino. "Eu estudei aqui quando ainda era um prédio de tábua. Agora, meu neto está estudando aqui. São gerações das famílias que passam por aqui. Temos um carinho muito grande pela escola e fazemos o que está ao nosso alcance para ajudar", aponta Carmem.
Para garantir os reparos completos da estrutura, a associação solicita o envolvimento dos bajeenses no mutirão através de doações: ainda são necessários 10 lâmpadas de 100 ou 150 watts, seis suportes para lâmpadas, cinco caixas de descarga, pregos 12/12 e 16/24, cano PVC 40mm, cinco torneiras, parafusos para as telhas e puxadores para as janelas. "As pessoas contribuem com o que puderem. Se não tem como doar material, aceitamos ajuda, mão de obra. Por exemplo, precisamos de alguém para arrumar a rede elétrica. Se alguém puder fazer isso, nos ajudaria bastante", destaca a presidente.
Empresas e pessoas físicas que desejam auxiliar o mutirão de manutenção da escola podem entrar em contato com a presidente da associação através do telefone (53) 999738635. As obras de reparo devem seguir no próximo final de semana.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...