ANO: 25 | Nº: 6312
20/02/2019 Esportes

Bagé sofre virada e perde em Santa Maria

Foto: Gabriel Haesbaert/Diário SM

Jalde-negro abriu placar
Jalde-negro abriu placar

Após sair na frente e apresentar um bom futebol no primeiro tempo, o Bagé não conseguiu repetir o ímpeto, na etapa complementar, e perdeu para o Inter-SM, por 3x2, no estádio Presidente Vargas. Um dos gols, inclusive, foi marcado por Andrei, aplicando a famosa “lei do ex”. Agora, a equipe do técnico Márcio Nunes fica na responsabilidade de alcançar a primeira vitória na Divisão de Acesso, neste sábado, às 19h30min, contra o Lajeadense, no estádio Pedra Moura.

Primeiro tempo

Quem teve a primeira chance foi o colorado de Santa Maria. Aos seis minutos, o meia bajeense Chiquinho viu o goleiro Gil Grando adiantado e tentou surpreender de longe, com chute da intermediário, causando perigo. Mas depois do lance, quem se deu melhor foi o Bagé, que apostava nos contra-ataques de velocidade, como o técnico Márcio Nunes tinha adiantado nas entrevistas.
Com jogadas de velocidade e controle no meio, o Bagé não demorou muito para abrir o placar. Aos 17 minutos, em escanteio cobrado, Diego Souza subiu livre, desviou de cabeça e estufou as redes do estádio Presidente Vargas: 1 a 0. O gol deu um gás a mais à equipe do técnico Márcio Nunes. Logo aos 20 minutos, Gustavo Nogy arrancou pela esquerda e tocou para Weltinho que chutou firme para grande defesa do goleiro João Paulo.
Percebendo a situação delicada, o técnico do Inter-SM, Luciano Corrêa, já queimou a primeira substituição. Aos 37 minutos, substituiu Dill por Bruno Flores (ex-dupla Ba-Gua), em busca por maior criação no meio-campo. Até o final do primeiro tempo, os donos da casa não perturbaram a defesa jalde-negra.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Inter-SM voltou com uma postura bem diferente do que foi apresentado nos primeiros 45 minutos. Aos 11, Chiquinho Resende, de novo, tentou direto para o gol, de longe. Aos 15, veio o empate. Chiquinho, ele de novo, empatou em cobrança de falta: 1x1. Embalado e com apoio da torcida, foi a vez dos donos da casa partirem para cima. Foi então que o atacante bajeense Andrei entrou no jogo, no lugar de Júlio César. Aos 17, Andrei armou conta-ataque e bateu prensado. A bola sobrou para Bruno Flores que chutou rasteiro, causando perigo.
E aos 22 minutos, a “lei do ex” foi aplicada. Em bola alçada para a área, Andrei, que fora preterido pelo Bagé, cabeceia e vira o placar: 2x1. Aquele ímpeto do primeiro tempo não era mais o mesmo no segundo tempo. O Bagé caia de produção, na medida do tempo. Aos 36, Lucca invadiu a área pelo lado direito e foi derrubado: pênalti, convertido por Fabrício, no minuto seguinte. Aos 49, Rafinha Carletti ainda descontou para o Bagé. Final: 3x2 para o colorado.

FICHA TÉCNICA

2ª RODADA – DIVISÃO DE ACESSO
INTER-SM 3X2 BAGÉ
Estádio Presidente Vargas

INTER-SM – João Paulo, Jean, Ícaro, Dionatan e Paulo Henrique; Júlio César (Andrei), Cabeça, Chiquinho Resende, Dill (Bruno Flores) e Lucca; Jajá (Fabrício). Técnico: Luciano Corrêa
BAGÉ - Gil Grando, Fabinho Capixaba, André, Diego Rocha e Gustavo Nogy; Jaime, Jefferson Bernardo (Fernandinho), Souza, Luiz Eduardo (Rogerinho) e Weltinho (Rafinha Carletti); Maicon Santana. Técnico: Márcio Nunes.
ARBITRAGEM - Tiago Clasen, auxiliado por André Guimarães Peil e Rui Renato Garcia Vergara Júnior. Quarto árbitro, Tiago Lucas Rodrigues e delegado, Hamilton Oliveira Silva.
GOLS: Chiquinho Resende, Andrei e Fabrício (Inter-SM); Diego Rocha e Rafinha Carletti (Bagé)
AMARELOS – Ícaro, Jajá, Jean Malheiros (Inter-SM); Weltinho, Souza (Bagé)

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...