ANO: 25 | Nº: 6384

Fernando Fagonde

fernandofagonde@gmail.com
Professor do curso de Sistemas de Informação da Urcamp | CIO da Y
23/02/2019 Fernando Fagonde (Opinião)

A revolução da Transformação Digital vem aí

De acordo com o site internetlivestats.com, a cada segundo no mundo, ou, no mesmo tempo que você levou para ler as trê primeiras palavras desta frase, 8.376 tweets são enviados, 77.505 vídeos do youtube são assistidos, 68.249 Gigabytes de dados trafegam pela internet, 72.534 buscas são respondidas pelo Google e 2.771.816 e-mails são enviados. Números impressionantes, principalmente se considerarmos que durante um dia inteiro temos 86.400 segundos.
A utilização da internet, que foi criada em 1993, e das tecnologias que a envolvem já alcança 54% da população mundial, isso possibilita que tenhamos, hoje, casas que se conectam aos seus proprietários, geladeiras que identificam que algum item está acabando e já fazem o pedido para o supermercado, panificadoras que se ativam ao comando do smartphone.
Atividades como brincar com o cachorro, abrir o portão de casa, ajustar a temperatura do quarto, monitorar o consumo de energia elétrica em tempo real já podem ser realizadas à distância, precisando apenas de uma conexão e um aplicativo, além de muitas outras coisas que estão sendo criadas neste mesmo instante.
Empresas centenárias fecharam as suas portas por não conseguirem, de forma ágil, se adaptar às mudanças e empresas com meses de idade da sua fundação, conduzidos por millennials, recebem milhões de dólares, para acelerarem suas startups, com oportunidades de negócio guiados pelo propósito de tornar o mundo melhor, tornar a vida das pessoas mais fácil e o relacionamento entre empresas mais dinâmico. Profissões tradicionais estão sendo substituídas por atividades recentemente criadas e que têm as suas raízes no mundo Vuca (Volátil, incerto, complexo e ambíguo) e isso é o que vem trazendo o mundo para o lado da transformação digital.
Estudos indicam que a "virada de chave" ocorrerá até o ano de 2025, quando as instituições assumirão basicamente dois papéis, caçador ou presa, os estudantes de hoje estão se preparando para atividades que não existem ainda e os modelos de negócio serão cada vez mais dinâmicos e inovadores, a gestão das empresas passou pelas etapas 1.0, 2.0 (fordismo) e agora está na gestão 3.0, áreas tradicionais estão sendo transformados pela utilização de inteligência artificial, trabalho remoto, armazenamento na nuvem, software as a service, entre muitos outros.
O Uber revolucionou o transporte sem possuir nenhum veículo em sua frota, a AirBNB revoluciona o negócio de hospedagem sem possuir um prédio sequer, as redes sociais faturam milhões com campanhas publicitárias que possuem maior chance de resultado por serem direcionados pelas "curtidas" de seus usuários, aplicativos servem como intermediários entre produtores e consumidores, entregando, além do produto obviamente, valor, ou seja, entregando aquilo que tem importância para o consumidor.
Na indústria farmacêutica, medicamentos com nano robôs programados para dirigirem-se ao local exato dos tumores diminuem o tempo de tratamento e aumentam as chances de cura.
Inteligências artificiais estão sendo treinadas para atendimentos em consultórios médicos, e dependendo dos sintomas, já possuem autorização para prescrever medicamentos mais simples e tratamentos. Órgãos humanos são impressos, utilizando material genético do próprio paciente, zerando a possibilidade de rejeição do novo órgão e com a chance de acabar com as filas de espera dos transplantes.
As Fintechs, empresas que utilizam a tecnologia para cuidar do dinheiro alheio estão forçando instituições bancárias a rever seus conceitos e entregar mais por menos aos seus clientes, correndo o risco de perdê-los para um app.
Esta é a revolução da Transformação Digital, estamos no meio do processo de mudança, com um pé na modernidade e um pé no passado, tentando entender ainda o funcionamento desse mundo novo que se apresenta à nossa frente.
Uma coisa é certa, Tim Berners Lee jamais imaginou que a Darpanet seria o começo disso tudo, e você, já está preparado para tudo o que está por vir, sua empresa já escolheu de que lado vai ficar em 2025?

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...