ANO: 26 | Nº: 6588
26/02/2019 Fogo cruzado

Instalada Frente Parlamentar em Apoio às Pequenas Centrais Hidrelétricas

Em ato realizado no Salão Júlio de Castilhos do Palácio Farroupilha, foi instalada, na manhã de ontem, a Frente Parlamentar em Apoio às Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). O grupo suprapartidário será comandado pelo deputado Ernani Polo, do Progressistas. Em seu pronunciamento de posse, ele afirmou que vê na formação do grupo um importante mecanismo para desenvolvimento do setor, implementação de novos projetos e ampliação de geração de energia.
Conforme o parlamentar, o setor tem grande potencial de geração de energia, especialmente para diminuir a dependência de importação pelo Estado. "Este é um setor com grande potencial e que precisa de apoio, do Legislativo junto aos executivos estadual e federal. Temos necessidade e condições de gerar mais energia para abastecer nossos municípios, sobretudo o meio rural. Vamos procurar, com as ações da Frente Parlamentar, trabalhar ao lado das entidades representativas do setor para levar seus pleitos ao parlamento gaúcho, à Câmara Federal e também procurar apresentar à sociedade a importância das Centrais de Geração de Energia. Pretendemos atuar em uma pauta conjunta de desenvolvimento energético", disse Polo.
O potencial das Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs) chega a até 5 megawatts, e das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), de 5 a 30 megawatts. Vários projetos estão em implantação e outros prontos para serem implementados, o que poderá alavancar a geração de energia, gerando mais ICMS para o Estado, emprego e renda. O RS possui 100 empreendimentos entre CGHs e PCHS em operação, com geração de 500 megawatts. Estão em implementação 9 projetos entre PCHs e CGHS, com investimentos da ordem de R$ 500 milhões, que vão gerar 50 megawatts de energia. Ainda existem 122 projetos para serem implementados, em investimentos de R$ 4 bilhões. O RS tem potencial de geração de ainda mais 700 megawatts.
Para o deputado, é fundamental a criação da Frente Parlamentar para o setor estabelecer um canal de comunicação entre os poderes Legislativo e Executivo. Em especial nas novas legislaturas, tanto em nível estadual quanto federal. Polo adiantou que a Frente Parlamentar gaúcha se unirá às frentes de Santa Catarina e do Paraná para ações conjuntas.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...