ANO: 25 | Nº: 6383
02/03/2019 Cidade

Hospital Universitário recebe doação de tintas da campanha "O Amor Pinta"

Foto: Antônio Rocha

Lançada em maio de 2018, a campanha “O Amor Pinta” foi encerrada, na tarde de sexta-feira, com a doação de tintas para pintura do Hospital Universitário Dr. Mário Araújo, mantido pela Fundação Attila Taborda. A ação beneficente, idealizada pelo publicitário Hugo Pêgas, fez parte da celebração dos 35 anos da loja ASM Materiais de Construção.

Ao todo, foram entregues, à instituição de saúde, mais de mil litros de tinta para a pintura da fachada externa. O projeto contou com a assinatura da arquiteta Rachel Morgado, prevendo a utilização das cores da identidade visual do hospital. A campanha iniciou em maio do ano passado, quando um ponto de coleta de doações foi instalado na loja, desvinculado das compras. Ou seja, qualquer pessoa, cliente ou não da ASM, poderia contribuir com o valor desejado. Com o montante necessário para a pintura em mãos, Menezes abriu mão da margem de lucro e obteve toda a tinta a preço de custo junto à Renner.

Além de Pêgas e de Marcus Menezes, representando a ASM Materiais de Construção, o projeto também contou com o participação do jornalista, leiloeiro e promotor de festas, Nando Farinha. Em novembro de 2018, ele promoveu a retomada das festas “The Old Friends”, dessa vez com renda revertida para a pintura da fachada externa do hospital. Ao término da campanha, foram arrecadados mais de R$ 20 mil, entre doadores anônimos na loja e os participantes da festa The Old Friends.

O material foi recebido por Virgínia Paiva Dreux, pró-reitora de Ensino da Urcamp, entidade mantenedora do hospital, que representou a reitora Lia Quintana na ocasião, além da equipe diretiva do hospital, capitaneada pelo diretor Henry Ribeiro Ritta.

“O hospital vem em uma crescente de esforço para reerguê-lo e a pintura fecha esse primeiro ciclo. Hoje, o Hospital Universitário não é apenas um hospital-escola, também é referência de atendimento de qualidade no Sistema Único de Saúde (SUS)”, destacou Virgínia.

Já Farinha, em seu pronunciamento, ressaltou as ligações pessoais que têm com a instituição de saúde e a felicidade em participar da campanha. “Fico feliz em ajudar de alguma forma. As pessoas cobram, elas querem ver com o que contribuíram. Querem saber que a tinta está aqui e que o hospital vai ser pintado”, contou.

Representando a ASM, Menezes salientou que a campanha foi a forma encontrada, pela empresa, para retribuir a atenção com que os bajeenses sempre trataram a loja. “Se a loja está viva há 35 anos no mercado, é porque ela tem a preferência. E quisemos retornar esse carinho à comunidade de alguma forma”, disse.

Já Ritta apontou que, apesar da vontade, a pintura externa do hospital não era prioridade para a gestão, que se ocupava em melhorias internas e de qualificação dos equipamentos utilizados. Mas a proposta trazida por Pêgas e Menezes emocionou a equipe: “A vontade de pintar nós tínhamos, mas nos faltava bolso para isso. A campanha mudou isso”, contou.

O diretor da instituição adianta que ainda não há previsão de data de início para a pintura, já que o orçamento da mão de obra gira em torno de R$ 60 mil. “A intenção é iniciar em até seis meses”, projeta.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...