ANO: 25 | Nº: 6383
07/03/2019 Segurança

Bombeiros celebram aniversário de 124 anos com novas viaturas e equipamentos

A primeira unidade do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul comemorou, na sexta-feira, 124 anos. Para marcar a data, a instituição recebeu 15 viaturas para prevenção de incêndio, 300 capacetes de proteção e 600 botas táticas de busca e salvamento.
O valor investido pela Secretaria da Segurança Pública do Estado na aquisição de equipamentos foi de R$ 1,74 milhão. Para abril, há previsão de entrega de 11 viaturas de combate a incêndios, por meio de um convênio fixado entre o Estado e a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). "Nada melhor do que, no momento do aniversário, a gente receber um presente. E é o que estamos fazendo aqui hoje com esses equipamentos, viaturas, capacetes. É mais do que merecido", afirmou o vice-governador e secretário da Segurança Pública e da Administração Penitenciária, Ranolfo Vieira Júnior.
O principal desafio da tropa é agilizar a liberação de alvarás exigidos pelo Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI). De acordo com o coronel César Eduardo Bonfanti, comandante-geral da corporação, o incremento de viaturas e de equipamentos de proteção melhora as condições de trabalho dos responsáveis pela fiscalização e vistoria. "Nossa instituição estará melhor preparada, capacitada e protegida com os novos equipamentos."
O coronel destacou a agilidade de todo o processo. "No ano passado, demorávamos 300 dias para fazer a análise e outros 75 para providenciar a vistoria. Agora, estamos levando 30 dias para a análise e apenas um para a vistoria", comemorou. "Devido ao deslocamento de efetivo para o Litoral nos meses de veraneio, o processo tem demorado cerca de 60 dias em análise e cinco em vistoria. A corporação não tem intenção de travar o desenvolvimento do Estado", completou.
O efetivo do Corpo de Bombeiros gaúcho é composto por 2,8 mil bombeiros distribuídos em 12 batalhões, que estão presentes em 93 cidades gaúchas, atendendo 85% da população. A corporação emancipou-se da Brigada Militar em setembro de 2017. O primeiro batalhão foi inaugurado em 1985, em Porto Alegre. É composto por duas companhias operacionais de combate ao fogo e salvamento, uma Divisão de Segurança Contra Incêndio, Divisão de Operações e Defesa Civil e Divisão Administrativa. O segundo mais antigo surgiu em 1901, em Pelotas, e o terceiro, em 1919, em Rio Grande.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...