ANO: 25 | Nº: 6333

Norberto Dutra

redacaominuano@gmail.com
Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade
16/03/2019 Norberto Dutra (Opinião)

A oliveira ( 1 reis 6.31-33)

Esta é a mais significativa e conhecida árvore de toda a Bíblia. Possuía um significado todo especial para os israelitas, e ainda hoje está presente no brasão do Estado de Israel, que é composto por um menorá ao centro, o candelabro judaico com suas sete lâmpadas, guarnecido em ambos os lados por ramos de oliveira. Esaa imagem é baseada na passagem de Zacarias 4.2,3.
A oliveira é uma árvore largamente cultivada na Palestina, em grandes hortos ou olivais. Sua madeira era utilizada para construções, como podemos ler em um Reis 6.31-33: E, à entrada do oráculo fez portas de madeira de oliveira; a verga com os ombreiras formavam a quinta parte da parede. Também as duas portas eram de madeira de oliveira; e lavrou nelas entalhes de querubins, e de palmas, e de flores abertas, os quais cobriu de ouro: também estendeu ouro sobre os querubins e nas palmas. E assim fez à porta do templo ombreiras de madeira de oliveira, da quarta parte da parede.
A pomba que saía da arca de Noé, voltou a trazendo, no bico, um ramo de oliveira que havia apanhado quando as águas do dilúvio baixaram: E a pomba voltou a ele sobre a tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado sobre a terra. (Gênesis 8.11). O ramo da oliveira ficou, então, sendo reconhecido como símbolo da paz. Esta árvore simboliza, também, a abundância, as bênçãos divinas, a beleza e a força: Mas eu sou como a oliveira verde na Casa de Deus; confio na misericórdia de Deus para sempre. (Salmo 52.8) Denominou-te o Senhor oliveira verde, formosa por seus deliciosos frutos. (Jeremias 11.16) Estender-se-ão as suas vergônteas, e a sua gloria será como a da oliveira, o seu odor, como o do Líbano. (Oséias14.6)
As oliveiras antigas dão viçosos rebentos à volta de seus troncos: A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos, como plantas de oliveira, à roda da tua mesa. (Salmo 128.3) Porém, a oliveira possui outras características que muito a identificam com a vida do verdadeiro cristão: por exemplo, na região de Hebrom e Belém, essa árvore é abundante, podendo ser a única nas circunvizinhanças com certa envergadura.
As oliveiras cultivadas atingem cerca de seis metros de altura, com um tronco contorcido e numerosos galhos. Além disso, suas raízes poderosas e fortes podem chegar a seis metros de profundidade, devido à procura por água para sobreviver. Ou seja, a oliveira não cresce só à vista de todos, mas também para dentro da terra. Assim acontece com o verdadeiro cristão, que não cresce apenas naquilo que todos veem, mas também no profundo relacionamento com Deus. Ele não necessita ficar evidenciando que é santo, nem procurando mostrar maior consagração que o irmão. Ele possui raízes fundas, e busca as coisas de Deus com profundidade de entendimento e vontade.
Outra característica interessante da oliveira é sua capacidade de renovação. Se ela for decepada, novos brotos nascerão das raízes, a ponto de nada menos do que cinco novos troncos aparecerem onde havia apenas um antes. Nesse aspecto, esta árvore,mais uma vez, se assemelha ao verdadeiro cristão. Quando tirarem alguma coisa de você, é certo que Deus lhe retribuirá muito mais, pois aquilo que arrancam do cristão não diminui, pelo contrário, só cresce. A renovação de vida que o Senhor proporciona a você é semelhança à oliveira, que renasce sempre! Deus abençoe sua vida! Até o próximo final de semana. Amém!

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...