ANO: 25 | Nº: 6400

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
18/03/2019 Divaldo Lara (Opinião)

Bagé precisa mais do que uma barragem: novo reservatório está pronto

Muito se ouve falar a respeito da vontade dos bajeenses em ver a Barragem da Arvorezinha pronta. Uma demanda histórica de mais de 30 anos e que estamos no caminho e a passos largos para resolver.
Mas a demanda sobre a água, que iniciou há décadas, com a necessidade da barragem, ao longo do tempo, passou a requerer outras medidas complementares. Hoje, além desta, os bajeenses precisam, também, de um novo reservatório para armazenamento da água após tratada. O que temos em uso até hoje, data de 1919, ou seja, 100 anos atrás, é feito de pedra e já não comporta mais a cidade inteira, tendo em vista sua expansão ao longo do tempo.
Outro ponto referente ao reservatório atual é que sendo o único disponível na cidade, há dificuldade para realizar a limpeza e o acúmulo de ferro, manganês e impurezas do fundo, pois durante essa manutenção, a cidade inteira fica desabastecida por muitas horas. Quem não lembra do ano de 2015, quando muitos lugares passaram a receber água de cor turva nas torneiras e que, logo após, nossa ação e exposição, ainda na Câmara, resultou na limpeza do reservatório, que há oito anos não recebia essa manutenção?
Para resolver em definitivo essa situação, iniciamos, em abril do ano passado, o processo de compra e contratação da empresa para montagem do novo reservatório, cuja estrutura está pronta e que passaremos a utilizar a partir do início de abril. O lançamento será realizado no dia 29, coincidindo com as comemorações de aniversário do Daeb, que completa 50 anos de atividade.
O novo reservatório automatizado é uma grande conquista dos bajeenses, com um investimento do Daeb de 3,4 milhões, foi importado dos Estados Unidos e passa a utilizar tecnologia de ponta para manter e distribuir água a toda a cidade. Inclusive, aos lugares mais distantes, que em períodos de maior consumo, passavam a receber água com dificuldade devido à falta de pressão liberada, quando o estoque baixava.
Em paralelo ao funcionamento da nova estrutura, estaremos trabalhando na renovação dos filtros para tratamento da água, o que ocorre antes do armazenamento e também na restauração do reservatório antigo para que continue a ser usado, complementando o novo, que tem capacidade para quatro milhões de litros, o suficiente, por si só, para entregar água de qualidade a todos os bajeenses.
Sobre a barragem, continuamos a trabalhar por ela, o que temos feito desde a primeira semana do nosso governo. Agora, faltam pouquíssimos elementos para iniciarmos a obra e, segundo nossos planos, licitamos, ainda neste semestre, as empresas para execução e fiscalização, para então, colocarmos em prática. Os recursos já estão garantidos e a obra é considerada prioridade no atual governo federal. Aguardamos apenas as licenças ambientais e análise da documentação que entregamos ao Ministério da Integração Nacional, referente aos recursos que foram utilizados na obra do passado e que foi embargada pela Polícia Federal.
Quanto ao novo reservatório, é mais uma conquista, tão importante quanto a barragem, uma obra centenária, de uma importância extraordinária para o crescimento e desenvolvimento da nossa cidade. Algo que nos permitirá afirmar que a água fornecida aos bajeenses é de absoluta qualidade.
Uma obra do nosso governo, articulada com o trabalho do Daeb e com o devido investimento. O novo reservatório de água já é uma realidade.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...