ANO: 26 | Nº: 6589
20/03/2019 Cidade

Comunidade escolar do bairro São Domingos protesta contra multisseriação de anos iniciais

Foto: Tiago Rolim de Moura

Escola foi construída há mais de 60 anos
Escola foi construída há mais de 60 anos
Familiares de alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental (Emef) Mário Olivé Suñe estão preocupados com a união do primeiro, segundo e terceiro ano das séries iniciais, que foi implementada na instituição. Os responsáveis pelos estudantes já procuraram a 13ª Coordenadoria Regional de Educação (13ª CRE), afirmando que as crianças não conseguem acompanhar as atividades.
Conforme a mãe de uma aluna, Juliana Alves dos Santos, as crianças menores têm dificuldade de acompanhar as maiores. Ela salienta que na documentação do governo do Estado apenas as escolas rurais devem ser multisseriadas, devido ao número reduzido de alunos. Juliana comenta que os pais não se importam de juntar o primeiro e o segundo ano, mas não as três turmas.
O avô de cinco alunos da escola, João Antônio Barbosa Moreira, conta que os responsáveis por estudantes já procuraram o Ministério Público e estão aguardando respostas. “Temos a preocupação com os profissionais. Eles não têm como atender as atividades de cada turma dessas. Os pequenos precisam de maior atenção”, ressalta.
Os familiares produziram um documento informando que a Escola Mario Olivé Suñe é a única instituição na comunidade que está em funcionamento há mais de 60 anos e, segundo o artigo 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente, é um direito do estudante ter acesso à escola pública gratuita, próxima de sua residência.
De acordo com o coordenador regional de Educação, José Carlos Nobre, as classes multisseriadas foram adotadas pelo governo do Estado como forma de suprir a falta de recursos humanos e pela diminuição do número de matrículas na rede estadual.
Nobre salienta que são 19 alunos matriculados nas três séries e é contraproducente manter uma turma com apenas cinco alunos matriculados no primeiro ano. “Nas séries iniciais, as crianças precisam desenvolver a leitura, escrita, interpretação de textos e raciocínio lógico. É um ensino globalizado”, enfatiza.
A multisseriação é uma forma de organização de ensino na qual o professor trabalha, na mesma sala de aula, com várias séries do Ensino Fundamental simultaneamente, tendo que atender a alunos com idades e níveis de conhecimento diferentes. Há, também, a enturmação, em que alunos da mesma série são colocados na mesma sala.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...