ANO: 25 | Nº: 6312
27/03/2019 Cidade

Curta produzido em Bagé discute violência contra mulher

Foto: Divulgação

Equipe de produção durante pausa das filmagens
Equipe de produção durante pausa das filmagens
"Até onde pode chegar a crueldade de um homem contra uma mulher?", esta é a premissa do curta-metragem "Depois de Tudo", dirigido e roteirizado pelo bajeense Antônio Almeida, e que conta, integralmente, com elenco e produção da Rainha da Fronteira.

O filme retrata o cotidiano de Flora, personagem interpretada pela atriz Tainara Urrutia, uma mulher vítima de violência doméstica e abusos sexuais praticados por Jorge, interpretado por Lucas Trindade.

Segundo Almeida, a obra, que está em fase de conclusão, teve seu roteiro baseado em fatos reais, através de notícias de jornais e testemunhos de vítimas de violência doméstica. O diretor informa que as gravações para o audiovisual já foram concluídas e a expectativa é que o lançamento ocorra durante a competição regional de curtas do 11º Festival Internacional de Cinema da Fronteira, que acontece no fim de abril, em Bagé.

Almeida salienta que a maioria dos envolvidos no filme são fruto das oficinas do Festival Internacional de Cinema da Fronteira e reforça a interação e o empenho da equipe, mesmo que a maioria esteja envolvida em outros projetos. "Embora a maioria das pessoas esteja trabalhando em mais de um filme, todos estão batalhando do mesmo jeito", declara.


Ficha técnica

Direção e roteiro: Antônio Almeida

Produção: Luís Gustavo Esteves

Assistente de produção: Ricardo de Góes

Direção de fotografia: Edison Larronda

Edição e montagem: Robson Lacerda e Edison Larronda

Elenco: Lucas Trindade e Tainara Urrutia

Preparação de elenco: Michel Godinho e Gladimir Aguzzi

Figurinos e maquiagem: Carmen Lúcia Moreira e Renata Camargo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...