ANO: 26 | Nº: 6540
27/03/2019 Cidade

Edemundo Ferreira Gressler é eleito presidente da Arco

Foto: Divulgação

Gessler e Elisabeth ficarão frente à entidade por três anos
Gessler e Elisabeth ficarão frente à entidade por três anos

O médico veterinário Edemundo Ferreira Gressler, 65 anos, foi eleito para presidir a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco) durante o triênio 2019-2021. A eleição aconteceu na segunda-feira, na sede social do Clube Caixeiral. Gessler, que concorreu pela chapa "Por uma nova Arco", obteve 130 votos, contra 62 da chapa de Galdino Dias. Participaram do pleito 193 associados, da Bahia, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Santa Catarina e Paraíba, além do Rio Grande do Sul. O processo eleitoral teve um voto em branco.

Paulo Schwab, antes de empossar a nova diretoria e encerrar a assembleia, lembrou da importância dos associados no dia a dia da entidade, auxiliando e trazendo ideias. "O associado precisa estar presente não só para votar, mas para conhecer a realidade da entidade que o representa", dizsse Schwab. Ele lembrou que já presidiu assembleias com apenas 20 associados, impossibilitando de fazer alterações e adequações importantes para os rumos da Arco. Ele destacou que votar é muito importante, mas participar da vida da entidade é muito mais.

O escrutínio dos votos foi acompanhado por diversos associados, membros das chapas, funcionários da Arco e fiscais das chapas. A comissão eleitoral foi presidida pelo associado José Roberto Pires Weber, tendo como secretário Alfredo Pinheiro. Weber agradeceu o convite feito pela Associação e endossou as palavras de Schwab, afirmando que, como associado, deverá participar mais da entidade quando convidado.

Edemundo Gressler fez um pequeno pronunciamento agradecendo os votos que recebeu e convocou a todos, vencedores e vencidos, a estarem juntos a partir de agora e construir uma nova Arco. "Queremos nossa entidade forte e cada vez mais sólida. Estamos dispostos a trabalhar com afinco para isso", disse.

O novo presidente da entidade de representação nacional é técnico da Arco, desde 1988, e proprietário da Cabanha Coxilha Verde, com sede em São Sepé. Ele salientou que suas principais metas são fortalecer a ovinocultura no país e, para isso, incentivar os pequenos produtores através de instituições como a Embrapa, Emater, Senar e Sebrae.

Gessler também ressaltou que a Arco é uma instituição com 77 anos e é fiel depositária do registro genealógico de todas as raças ovinas produzidas no país. "Pretendemos incentivar e dar assistência aos rebanhos, elaborando programas com apoio das associações, respeitando a vocação de cada Estado, seja lã ou carne", enfatizou.

O presidente eleito afirmou que o gaúcho sabe produzir ovino, mas é preciso motivá-lo, recuperando e aumentando o rebanho através de capacitações que podem ser realizadas pela Arco. "Já tivemos 12 milhões de ovinos no Estado, agora o número não passa de três milhões", informou. O produtor ressaltou disse que seu antecessor, Schwab, realizou um trabalho muito importante na entidade e passará a comandar a câmara setorial brasileira da cadeia produtiva de caprinos e ovinos. "É mais um reconhecimento da importância da Arco na organização do setor", disse.

Diretoria

- Edemundo Ferreira Gressler (Bagé) – presidente

- Elisabeth Amaral Lemos (Pelotas, ) – vice-presidente

- Almir Lins Rocha Júnior (Salvador, Bahia) – vice-presidente

- Rafael Gargioni Paim (Vacaria) – 1º secretário

- Cristina Soares Ribeiro (Pelotas) – 2ª secretária

- Sílvio Lima Lindner (Bagé) – 1º tesoureiro

- Neli Lúcia Coradini Abascal (Caçapava do Sul) – 2ª tesoureira

- Conselho Fiscal: Manoel Francisco Zirbes Rodrigues (Uruguaiana); Nedy de Vargas Marques (Canoas); Teófilo Pereira Garcia de Garcia (Porto Alegre)

Suplentes: Sérgio de Menezes Muñoz (Pelotas), Suetônio Vilar Campos (Campina Grande, Paraíba- PB) e José Teodorico de Araújo Filho (Jatiúca, Alagoas)

Conselho de Administração: Aldear Alcino Antoniolli (Nova Prata), Arnaldo dos Santos Vieira (Araçatuba, São Paulo- SP), Edison Nalin Caretta (Indaiatuba, SP), Élvio de Oliveira Flores (Concórdia, Santa Catarina), Fabrício Wollmann Willke (Cachoeira do Sul), Francisco Manoel Nogueira Fernandes (São Manoel, SP), Jorge Augusto Szczypior (Contenda, Paraná - PR), Lauro Antônio Mandarino Fittipaldi (Uruguaiana), Marco Aurélio Silva Sanchotene (Dom Pedrito), Pedro de Alcântara Martins Júnior (Campina Grande, PB), Pedro Rocha de Abreu Filho (Mandirituba, PR) e Vlads Paim Miranda (Santo Antônio das Missões).

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...