ANO: 25 | Nº: 6379
30/03/2019 Fogo cruzado

Lelinho propõe adoção do programa escola sem machismo

Foto: Divulgação

Projeto foi protocolado na Câmara em ação coletiva realizada na terça-feira
Projeto foi protocolado na Câmara em ação coletiva realizada na terça-feira
Bagé pode estabelecer diretrizes para promover a educação com foco na igualdade de gênero através de uma legislação proposta pelo líder do PT no Legislativo, vereador Lélio Lopes (Lelinho). Desenvolvido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o denominado programa escola sem machismo pressupõe um currículo voltado à conscientização sobre os direitos das mulheres.
O projeto apresentado pelo petista ‘estabelece a promoção de ações que visem a valorização de mulheres e meninas, a prevenção, o combate à discriminação  e à violência contra as mulheres no sistema municipal de ensino’. As diretrizes do programa incluem a capacitação de equipes pedagógicas, a promoção de campanhas educativas e a identificação de manifestações violentas ou racistas.
O programa também prevê a atuação em conjunto com os conselhos municipais, o estímulo ao registro e à socialização de práticas pedagógicas que atuem no sentido da erradicação de todas as formas de discriminação e violência contra a mulher, bem como o protagonismo das jovens nas estratégias de reflexão e ação que problematizem manifestações de violência.
Na justificativa apresentada ao Legislativo, Lelinho argumenta que ‘a educação cumpre um papel fundamental para mudar comportamentos machistas e discriminatórios em relação às mulheres’. “Quanto mais cedo começar a educação para uma cultura não machista, mais cedo os meninos aprenderão a respeitar as meninas”, pondera.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...