ANO: 25 | Nº: 6257

Rochele Barbosa

rochelebarbosa@gmail.com
Jornalista formada pela Universidade da Região da Campanha. Responsável pela produção e reportagem do caderno de Saúde do Jornal MINUANO
01/04/2019 Caderno Minuano Saúde

Inclusão do alérgico alimentar na Escola

Foto: Milton Coutinho/Especial JM

Foi realizado, na semana passada, em Bagé, o primeiro Seminário de Inclusão do alérgico alimentar na Escola, com o objetivo de ajudar o paciente com restrição alimentar, informando os educadores sobre o manejo no ambiente escolar. Atualmente, a alergia alimentar é considerada um problema de saúde pública, pois sua prevalência tem aumentado no mundo todo. Estima-se que a prevalência seja, aproximadamente, 6% em crianças menores de três anos e de 3,5% em adultos.
A doença é consequente a uma resposta imunológica anômala, que ocorre após a ingestão ou contato com determinado alimento. Nesta edição, a médica gastroenterologista pediátrica, Camila de Oliveira Spessatto, e a nutricionista clínica Ângela Nicoloso, ressaltam o trabalho.


Conheça os alimentos e como incluir
Segundo as especialistas, os alimentos mais alergênicos são leite de vaca, soja, ovo de galinha, amendoim (amêndoas, pistache, castanhas e nozes), peixe, frutos do mar e trigo.
A médica conta que tem algumas manifestações clínicas cutâneas, como urticária, angioedema e dermatite atópica, gastrointestinais: vômitos, dor e distensão abdominal, cólicas, sangue e muco nas fezes, diarreia, constipação, respiratórias: rinite ou asma persistente, sistêmicas: anafilaxia .
O tratamento, segundo a médica, é a total exclusão da proteína alergênica.



Dieta:
10 passos para o tratamento
1 - Aleitamento materno ou fórmula de substituição.
2 - Conheça os alimentos que precisam ser retirados da dieta
3 - Conheça os alimentos que podem ser consumidos para variar o cardápio.
4 - Leia sempre o rótulo e prepare os alimentos em casa com segurança
5 - Monitore a evolução da criança
6 - Tudo que o bebe precisa é se sentir seguro
7 - Mantenha a harmonia familiar
8 - Peça ajuda
9 - Não exclua! Inclua a criança e mantenha o convívio social
10 - Verifique se a criança já adquiriu tolerância ao leite


Como inserir a criança na escola
A nutricionista e a médica destacam alguns pontos:
- Criança normal, que precisa de atenção especial, com sua alimentação.
- Ideal: lanche em conjunto e um professor ou auxiliar fique próximo à criança com alergia alimentar
- Lanche coletivo: pais com crianças com alergia alimentar levem lanches sem os alimentos alergênicos.
- Escolas que fornecem as refeições para as crianças: permitirem que a família leve as refeições.
-Optar por um cardápio sem os alimentos alergênicos
- Festa na escola: informar os pais dos paciente com alergia alimentar
- Relatório para escola: diagnóstico da criança com a relação dos alimentos não permitidos.

Ângela destaca como deve ser a orientação de como ler o rótulo do alimento e os cuidados com a contaminação cruzada durante o preparo. “Criado em fevereiro de 2014, o Põe no Rótulo tinha como principal objetivo mostrar para a sociedade a importância da clareza da presença de alergênicos nos rótulos e pressionar o governo e sua agência reguladora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que os alimentos e bebidas industrializados tivessem rótulos adequados”, comenta.



- Telefone de contato dos pais ou do médico, caso haja ingestão acidental do alimento alergênico
- Garantir esses cuidados é imprescindível para que a criança com alergia alimentar se sinta incluída e completamente normal para frequentar a escola, brincar, fazer amigos e crescer feliz como qualquer outra criança, sem o risco de ingestão acidental de alimentos não permitidos.


Receitas

Bolo de chocolate
-três xícaras farinha de trigo
-uma xícara e meia de açúcar
-quatro colheres de chocolate em pó
-duas colheres de sopa de óleo
-quatro colheres de sopa de vinagre
-uma xícara de leite vegetal
-um vidro de leite de coco
-duas colheres de sopa de fermento em pó
Bater todos os ingredientes, depois juntar o fermento.
Colocar em forma untada e levar para assar em forno pré-aquecido a 180º por cerca de 30 minutos.


Brigadeiro de inhame

-dois inhames médios cozidos
-quatro colheres de sopa de açúcar
-110g barra de chocolate (sem proteína do leite)
-duas colheres sopa de óleo
Faça purê de inhame e misture com os demais ingredientes. Deixe na geladeira por quatro horas. Unte as mãos com óleo na hora de enrolar.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...