ANO: 25 | Nº: 6334

Marcelo Rodríguez

marcelo.errebe@gmail.com
Acadêmico de Jornalismo da Urcamp
05/04/2019 Caderno Ellas

Uma Montevidéu para descobrir no outono

Foto: John Walker/Especial JM

por Marcelo Rodríguez

No mês passado, um estudo colocou a capital do Uruguai no topo do ranking das cidades com melhor qualidade de vida na América Latina para empregados de multinacionais, principalmente por conta da segurança, dos serviços médicos, da oferta educacional e dos serviços públicos, mas também pela oferta gastronômica e cultural. Claro que Montevidéu e o país inteiro se destacam por suas próprias qualidades e pela comparação com o entorno, como Brasil e Argentina, que têm altas taxas de criminalidade e crise econômica.

Montevidéu, na minha opinião, é um tanto quanto nostálgica, por isso, o outono é uma ótima época para visitá-la. Mas, como qualquer outro destino do mundo, para conhecer profundamente a cidade, é preciso tempo. Mesmo assim, é possível se organizar para fazer uma rápida visita sem sair achando que não viu nada. Então, aproveitando que daqui a pouco tem feriadão, decidi sugerir um roteiro de viagem para quem vai conhecer a capital uruguaia pela primeira vez. Antes, um aviso importante: tem que levar casaco.


Primeiro dia

Na manhã do primeiro dia, proponho começar a conhecer a cidade com uma caminhada ou um passeio de bicicleta pelo centro histórico, conhecido em espanhol como “Ciudad Vieja”. O bairro se caracteriza pela arquitetura, as praças, os espaços gastronômicos e pela oferta cultural. A tarde pode continuar com um passeio de compras pela avenida 18 de Julho, onde há todo tipo de loja. Para desfrutar de uma vista panorâmica da cidade, visite o miradouro da “Intendencia de Montevideo”. Para fechar o dia, recomendo aproveitar a noite com um jantar e show de tango no “El Milongón”, no bairro “Cordón”, pertinho do centro.


Segundo dia

Uma ótima opção para conhecer, de forma mais rápida, as belezas urbanas de Montevidéu é o Bus Turístico, que tem duração de 2h30min e percorre cerca de nove bairros. Começando a tarde, o almoço pode ser no Mercado Agrícola de Montevidéu, um lugar com centenas de espaços comerciais, que contemplam todas as tradições gastronômicas da cidade, além de entretenimento. Depois, se o clima colaborar, faça um passeio de bicicleta pela orla do “Rio de la Plata”, que oferece paisagens emblemáticas. À noite, assista a um espetáculo em alguma das grandes salas ou teatros, como a Sala Zitarrosa ou o Teatro Solís.


Terceiro dia

Comece cedo no último dia. Se for domingo, visite a Feira de “Tristán Narvaja”, onde a oferta de produtos é tão ampla quanto extravagante. Há, também, muitos parques públicos para percorrer, como o Parque Rodó, um dos principais, que fica em frente ao mar. O Parque Prado também possui várias atrações, como o Jardim Botânico, o Museu Blanes, entre outros. Para almoçar, visite alguma vinícola na zona rural de Montevidéu e experimente o vinho tannat, a variedade típica do país. Se ainda der tempo, procure alguma livraria. A capital uruguaia é a cidade com maior número de livrarias per capita do mundo.


Buen viaje!

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...