ANO: 26 | Nº: 6542
11/04/2019 Esportes

A batalha jalde-negra na Terra dos Marechais

Foto: Yuri Cougo Dias

Time precisa vencer para depender das próprias forças
Time precisa vencer para depender das próprias forças
Serão 90 minutos de pura emoção para os corações jalde-negros. Provavelmente, apenas um time sairá de São Gabriel com a vaga nas quartas de final da Divisão de Acesso. Então, quando a bola rolar neste sábado, às 15h30min, no Estádio Sílvio Corrêa, estará em jogo o futuro de cada equipe em 2019. Claro, que a briga para subir à elite do futebol gaúcho vale muito para os gabrielenses, porém, pode-se dizer que, para o Abelhão, outros sentimentos a mais estão em jogo. O sonho é jogar o Gauchão em 2020, justamente no ano de seu centenário. E por essa razão, a diretoria investiu pesado na profissionalização de vários setores do clube e nas contratações de atletas rodados pelo futebol gaúcho. Então, a batalha na Terra dos Marechais vale mais que uma vaga; ela vale a honra jalde-negra.
E o responsável conduzir o grupo de jogadores é o técnico Márcio Nunes, que assumiu o clube na segunda rodada, num ambiente turbulento pela saída do então treinador Michel Neves. Com o tempo, implantou seu estilo de jogo e conseguiu chegar a vice-liderança. Por pouco, não se classificou com uma rodada de antecedência, se não fosse o empate em casa, segunda-feira, com o Inter de Santa Maria. Vale ressaltar que, para depender de suas próprias forças, o jalde-negro precisa de uma vitória em São Gabriel.
Em caso de empate, o Abelhão se classifica, desde que Lajeadense não vença o São Paulo ou o Cruzeiro não ganhe do Inter-SM; ou se o Guarani-VA perder para o Farroupilha. E se perder, a missão é bem mais difícil. Neste caso, o Bagé precisaria que o Cruzeiro empatasse e o Lajeadense perdesse. A outra seria o Guarani-VA perder por dois gols de diferença para o Farroupilha e o Cruzeiro não vencer o Inter-SM. Mas isso é pouco provável.
Nunes reconhece o cenário dificultoso que terá que lidar. No entanto, tem convicção de que os jogadores tem totais condições de conseguir a vaga. "É decisão, jogo difícil, pois o São Gabriel vem numa crescente na competição. Mas a nossa equipe vem amadurecendo e fazendo bons jogos fora de casa. Neste jogo com o São Gabriel, teremos que suportar a pressão inicial. O time do Bagé evoluiu taticamente. Em intensidade de jogo, temos que melhorar. O nosso torcedor pode esperar uma equipe que vai se preparar bem para esse grande jogo. E vai lutar muito em São Gabriel. Se Deus quiser, todos voltarão felizes com a classificação", aponta.
Para este confronto, a baixa é o lateral direito Darlem, expulso no último jogo. Porém, retornam de suspensão o lateral esquerdo Gustavo Nogy e o centroavante Maicon Santana. Possivelmente, também volta ao time o goleiro Pablo. Ainda são dúvidas os zagueiros Sílvio e Ílson, o lateral direito Fabinho Capixaba, o volante Evandro e o meia Fernandinho. A perspectiva é de que a equipe seja definida até amanhã.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...