ANO: 25 | Nº: 6256
13/04/2019 Segurança

Aprovados em concurso da Polícia Civil buscam nomeação

Foto: Tiago Rolim de Moura

Alexandre Ribas e Iago Souto são representantes da comissão
Alexandre Ribas e Iago Souto são representantes da comissão

Uma comissão composta por mais de 30 aprovados no último concurso da Polícia Civil está organizando diversas ações para cobrar a nomeação, por parte do Estado, dos mais de 2,4 mil aprovados no processo seletivo realizado no ano passado.

Um dos representantes da comissão, Iago Souto, destaca que apenas 400 foram chamados para realização do curso da Academia de Polícia (Acadepol). “Estamos realizando essa manifestação, pois conhecemos a realidade do Estado, sabemos que há um déficit muito grande de efetivo e estamos vendo essa dificuldade nas nomeações”, explica. Souto ainda conta que foram aprovados 2.418 candidatos. “Fora o fato que, além do déficit, sabemos que há uma grande projeção de aposentadoria. Muitos policiais irão se aposentar e o efetivo ainda ficará menor”, complementa.

O também representante da comissão, Alexandre Ribas, destaca que o custo para o concurso é muito alto, pois eles já passaram por diversas etapas. “Fizemos exames, viagens, têm pessoas de fora do Estado que foram aprovadas que gastam com o deslocamento e ainda nem tem previsão de nomeação. O que queremos é poder trabalhar”, argumenta.

Souto ressalta que já foram realizadas reuniões com a Ugeirm/Sindicato da Polícia Civil e com o Sinpol e ambos são apoiadores. “Nos reunimos com eles e são sensíveis a nossa causa, por saber que há falta de efetivo. Também fizemos reuniões com prefeitos, vereadores e deputados. Inclusive, o secretário municipal de Segurança e Mobilidade de Bagé, Luís Diego Soares, irá levar a causa para o vice-governador e secretário de Segurança Pública do Estado”, destacou o representante.

Ribas disse, também, que o concurso foi difícil e que eles têm noção da crise, mas sustenta que o investimento com segurança é muito importante. “Queremos que sejam chamadas regulares e também estamos reivindicando a prorrogação do concurso”, acrescentou. Finalizando, os representantes ainda destacaram que participam de eventos e campanhas, como doações de sangue. “Em Bagé, acontecerá no dia 27. Vamos fazer a doação e estamos chamando também a comunidade, pois o lema da Polícia Civil é 'Servir e Proteger!'”, concluiu Souto.

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...