ANO: 25 | Nº: 6256
13/04/2019 Fogo cruzado

Diretório do Partido Verde tem contas consideradas não prestadas

As contas do diretório bajeense do Partido Verde (PV), referentes ao exercício de 2017, foram julgadas não prestadas, pela Justiça Eleitoral. A decisão suspende o repasse de cotas do Fundo Partidário enquanto a situação da sigla não for regularizada.
O PV apresentou as contas de 2017 fora do prazo estabelecido pela legislação, através de Declaração de Ausência de Movimentação Financeira. Uma análise técnica apontou a ausência de conta bancária, bem como a falta de emissão de recibo eleitoral e o não recebimento de recursos do fundo partidário.
A decisão do juiz eleitoral Ricardo Pereira de Pereira observa, ainda, que ‘as peças juntadas pelo partido impedem a análise das contas porque não contém o Balanço Patrimonial e o Demonstrativo do Resultado do Exercício, documentos que dão publicidade às contas’. O PV pode apresentar recurso.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...