ANO: 25 | Nº: 6208
15/04/2019 Fogo cruzado

Comissão deve debater incorporação da Eletrosul pela CGTEE

Foto: Fábio Queiroz/Agência AL

Assembleia Legislativa de Santa Catarina lançou frente parlamentar para evitar fusão e privatização
Assembleia Legislativa de Santa Catarina lançou frente parlamentar para evitar fusão e privatização

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou requerimento do deputado federal Coronel Armando, do PSL de Santa Catarina, para debater, em audiência pública, a incorporação da Eletrosul pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE). O colegiado, agora, deve formalizar convite ao presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior.
A fusão das empresas enfrenta resistência em Santa Catarina, diante da perspectiva da transferência da sede da Eletrosul para Candiota, cidade que abriga a CGTEE. Parlamentares catarinenses alegam que o Estado vai perder recursos com a medida. Uma frente parlamentar foi instalada na Assembleia Legislativa, para evitar a reestruturação.
A Eletrosul é a sexta maior empresa de Santa Catarina, contabilizando 1,3 mil funcionários. Deputados catarinenses observam que, se o processo de incorporação da empresa pela CGTEE for concluído, a companhia 'será extinta e terá todo o patrimônio transferido'. A bancada catarinense na Câmara dos Deputados também procurou o Ministério Público e o Ministério Público do Trabalho.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...