ANO: 25 | Nº: 6208
16/04/2019 Esportes

Bagé anuncia pacote de reforços para os mata-matas

Foto: Kaliandra Alves Dias/Especial JM

Skilo foi destaque pelo Ypiranga
Skilo foi destaque pelo Ypiranga
São apenas quatro jogos ou 360 minutos que separam o Bagé da elite do futebol gaúcho. Para as quartas de final, o jalde-negro terá uma difícil missão contra o Glória, de Vacaria. O confronto de ida será no Estádio Pedra Moura, neste domingo, às 16h. Para encorpar ainda mais o elenco, a direção anunciou um pacote de reforços. Como há apenas dois goleiros (Thiago e Pablo), a diretoria acertou com Vinícius Parise, 21 anos, que estava no Pelotas. Além do áureo-cerúleo, Parise tem passagem pelo Lajeadense.
O segundo da lista é o experiente volante Digaô, 32 anos, que estava no Aimoré desde 2016. O atleta vem suprir uma necessidade de grupo, visto que Evandro e Matheus Damasceno estão com problemas físicos e de contusões. E a lista fecha com o atacante Douglas Skilo, 24 anos, vindo da Portuguesa-RJ. Jogador de velocidade, ele foi destaque do Ypiranga, em 2018, que teve o comando de Márcio Nunes.
Como o regulamento prevê que apenas três jogadores tenham atuado na primeira divisão sejam relacionados, Márcio Nunes terá que administrar o elenco. São quatro que se enquadram nessa situação: o volante Digaô, o meia Leomir e os atacantes Welder e Skilo. Ou seja, sempre um deles irá sobrar. Por sua vez, os goleiros Pablo e Vinícius, o zagueiro Ricardo Bierhals também vieram de times da série A, mas não contam ficha. Nos mata-matas da Divisão de Acesso, não há gol qualificado, ou seja, em caso de empate no número de gols, entre os dois jogos, a vaga será decidida nos pênaltis. Se passar pelo Glória, o Bagé decidirá uma vaga na série A contra o vencedor de São Paulo e Ypiranga. Já no outro lado da chave, os confrontos são Esportivo x Lajeadense e Guarani x Igrejinha. O mando de campo será sempre da equipe que tiver melhor retrospecto técnico.
O jalde-negro encerrou a primeira fase no terceiro lugar, com 22 pontos. Ao todo, foram seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas, com 19 gols marcados e 17 sofridos – aproveitamento de 52,4%. Das quatro derrotas, três vieram em sequência, entre a segunda e a quarta rodada. A partir da quinta, na vitória sobre o Cruzeiro, a equipe do técnico Márcio Nunes só perdeu mais uma vez. Ou seja, nos últimos 10 jogos, foram seis vitórias, três empates e uma derrota. Nessa fase, balançaram as redes Cris Magno (cinco vezes), Maicon Santana (três), Welder (duas), Jaime, Diego Rocha, Rafinha Carletti, Fabinho Capixaba, Gustavo Nogy, Sílvio, Capinha, Leomir e Ricardo Bierhals (um cada).
Vale destacar que os cartões foram zerados, com exceção de quem foi expulso ou tomou o terceiro amarelo na última rodada, como foi o caso do goleiro Pablo. E a partir de domingo, os cartões permanecem vigentes até a final.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...