ANO: 25 | Nº: 6490
23/04/2019 Esportes

João Vítor Almeida conquista bolsa atleta estudantil

Foto: Divulgação

Jovem foi terceiro colocado em Jogos Sul-Americanos
Jovem foi terceiro colocado em Jogos Sul-Americanos
Em 2017, o bajeense João Vítor Almeida ficou conhecido pelo título brasileiro de salto em altura, na categoria infantil, e pelo terceiro lugar dos Jogos Sul-Americanos, na Bolívia. Na época, pertencia à Escola Félix Contreiras Rodrigues. Passados quase dois anos, o atleta teve seus esforços recompensados. Hoje, com 16 anos e aluno da Escola Carlos Kluwe, ele conquistou uma bolsa atleta estudantil, recurso proveniente do Ministério da Educação destinado a desportistas que se destacaram em competições a nível nacional. Com isso, a perspectiva é de que o bajeense tenha mais facilidade em viabilizar participação em disputas renomadas.
Já no Ensino Médio, Almeida tem treinado sob a coordenação da professora Nair Ferreira. Porém, em vez do salto em altura, o desportista treina nos 200 metros rasos e no revezamento 4x200m. "Tive que parar com o salto em altura, por causa do meu joelho. Tenho um problema em que toda vez que é forçado, me impede de continuar saltando. Isso já vinha me atrapalhando, então, decidi mudar", ressalta.
O bolsa atleta estudantil prevê R$ 370 mensais. Sobre os planos para aplicação da verba, Almeida relata que pretende reverter para participar de competições e na compra de materiais. "Até o fim do Ensino Médio, pretende competir no máximo que for possível. Com a bolsa atleta, fica bem mais fácil. No ano passado, teve uma competição da Caixa, em Recife. Queria muito ter ido, mas não tinha dinheiro. Com essa bolsa, vou aproveitar as oportunidades no cenário nacional. E quando ficar mais velho, quero seguir carreira militar e seguir competindo pelo quartel", projeta.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...