ANO: 25 | Nº: 6333

Dilce Helena Alves Aguzzi

dilcehelenapsicologa@gmail.com
Psicóloga
23/04/2019 Dilce Helena Alves Aguzzi (Opinião)

O que é prioritário deve vir em primeiro lugar

Pode parecer bobagem dizer a obviedade que intitula este artigo, mas o que é óbvio por vezes deve ser dito e repetido porque exatamente em virtude de ser tão simples pode ficar de lado e acabar sendo esquecido. Cada pessoa tem seu código de valores, sua hierarquia de aspectos importantes da vida material e imaterial. Entretanto, nem sempre os aspectos mais significativos para uma pessoa conseguem ser aqueles que recebem maior atenção e dedicação. Não é raro deixarmos para depois e depois coisas que são consideradas urgências ou importantíssimas. E o resultado dessa incoerência é frustração, cansaço, apatia e até mesmo sensação de fracasso.
Não colocar em primeiro plano as questões que são preciosas promove desconforto, sensação de falta de tempo, sentimentos de inadequação como se tudo estivesse errado na vida. Se não conseguimos eleger o que é mais urgente e o que é mais importante, passaremos a vida enfrentando problemas desnecessários que acabarão por confundir ainda mais o cenário mental e emocional. Portanto, pare tudo o que estiver fazendo ou pensando agora e se questione a respeito daquilo que é prioritário em sua vida. Seja o que for, dê atenção e coloque no topo da sua lista de afazeres e compromissos. Essa mudança de atitude a curto, médio e longo prazo vai gerar grande gratificação.
Ao longo da vida e seus diversos momentos essas questões podem se alterar. Existem épocas em que a prioridade é cuidar da saúde do corpo, em outras, da mente, tempo de estudar, de viver para o trabalho, para a educação dos filhos, há também dias em que não sabemos distinguir prioridades, o que significa que é hora de olhar para dentro e refletir, descobrir-se.
Seja como for, investigue-se a respeito de seu momento atual, sobre suas questões pessoais, tente descobrir em sua vida prática e emocional o que é preponderante, encontre a resposta e haja com a rapidez e coerência necessárias. Abandonar definitiva ou temporariamente hábitos que nos distanciam de nossa essência e promovem a ilusão de falta de tempo é um imperativo. Afinal é impossível dar atenção a tudo, principalmente nos tempos atuais, com tantas distrações do mundo insone e interconectado, de modo que, se não fizermos antes o que é mais importante não sobrará tempo nem energia para o que é essencial, e este pode ser um preço caro demais a se pagar.


Pare tudo o que estiver fazendo ou pensando

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...