ANO: 25 | Nº: 6357
24/04/2019 Cidade

Casa de Cultura Pedro Wayne sedia homenagem aos 85 anos de Vilson Souza

por Victoria Ferreira
Acadêmica de Jornalismo da Urcamp

Com o objetivo de homenagear o aniversário de Vilson Souza e buscar a valorização para a cultura gaúcha, a Casa de Cultura Pedro Wayne será, a partir do dia 29 de maio, o palco para a Mostra Vilson Charlat de Souza - "85 anos de amor ao cavalo crioulo". O domador é conhecido como o "Ginete do Século", por brilhar na história das competições do Cavalo Crioulo, sendo cinco vezes campeão do Freio de Ouro, além de obtido quatro Freios de Prata e dois Freios de Bronze.
O evento cultural foi criado a partir de um projeto apresentado à Secretaria Municipal de Cultura, por Joelma Lemos Silveira, atual coordenadora de Turismo, com o apoio de Pablo Alves, neto do homenageado, com o objetivo de contar a história de vida de Vilson Souza e da origem do Freio de Ouro, valorizando o patrimônio imaterial da cultura gaúcha.
Serão 15 dias de exposição na Casa de Cultura, iniciando na quarta-feira, 29 de maio, com um evento de abertura para convidados a partir das 19h, com coquetel e atrações musicais como Joca Martins e a Fábrica de Gaiteiros. A partir do dia 30 de maio, quinta-feira, a mostra fica aberta ao público que quiser prestigiar, de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h.
Pablo Alves, que também é o coordenador da mostra, explica que serão tratados três momentos da vida de Vilson Souza, divididos espaços onde cada um deles vai contar as diferentes fases de sua vitoriosa carreira, e incluir a participação de figuras que passaram pela vida de Vilson como Eliana Süssenbach Vaz, sua ex-aluna e primeira mulher a disputar Freio de Ouro; Oswaldo Dorneles Pons, responsável pelo primeiro campeão do Freio de Ouro e amigo de longa data do homenageado, e também Sergio Coirolo, escultor de várias obras conhecidas, incluindo a do Analista de Bagé.
O coordenador comentou ainda sobre o contentamento de poder homenagear seu avô. "Ele (Vilson) ficou muito emocionado e feliz por estarem realizando retrospectiva de tudo que ele já fez e para mim é incrível ver ele, aos 85 anos, recebendo homenagens pela trajetória dele com o cavalo crioulo, que ele ajudou a expandir a raça", ressaltou. Alves ainda agradeceu o apoio recebido. "Só tenho a agradecer a Joelma, pela ideia sensacional, e a Cema (Isquierdo) por nos ajudar a levar esse projeto para frente", saudou.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...