ANO: 25 | Nº: 6381

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
26/04/2019 Caderno Ellas

A rota das Gemas e Joias

Foto: Reprodução JM

Por Marcelo Rodriguez
Acadêmico do curso de Jornalismo da Urcamp

Um dos grandes potenciais turísticos do Rio Grande do Sul é a natureza. Por aqui, já vimos muitos exemplos claros. Mas ainda tem mais! A rota das Gemas e Joias é mais uma das oportunidades de conhecer as belezas que a nossa terra oferece. Esta rota evidencia a iniciativa e a criatividade humana, na busca por alternativas de desenvolvimento econômico. Dela, fazem parte os municípios de Ametista do Sul, Estrela, Frederico Westphalen, Guaporé, Iraí, Lajeado, Porto Alegre e Santa Cruz do Sul, todos distantes entre 370 km e 560 km de Bagé.

Quem visita a rota, tem a oportunidade de acompanhar toda a cadeia de produção das pedras preciosas, desde a localização da mina (Ametista do Sul, Frederico Westphalen e Iraí), passando pela extração das gemas e a lapidação, até o produto final, artesanatos e joias. Outras atrações também têm ligações com a atividade econômica. Em Ametista do Sul, por exemplo, encontra-se a única igreja tematizada com pedras ametistas com, aproximadamente, 40 toneladas de pedras em suas paredes e peças decorativas.

No mesmo município, o Ametista Parque Museu, que compreende uma mina com mais de 200 metros de extensão, expõe mais de 1.500 exemplares de pedras preciosas da região, do Brasil e do Mundo e conta, ainda, com uma loja que comercializa produtos derivados. Ainda, o turista pode visitar a Pirâmide de Energização, o shopping das pedras e as vinícolas que envelhecem os vinhos dentro das galerias subterrâneas, junto aos cristais incrustados no basalto. No interior da mina, também pode ser feita a degustação dos vinhos.

Em Frederico Westphalen, se encontra a única mina de calcita a céu aberto do mundo, nas cores azul, amarela esverdeada, vermelha, cinza e branca. Por lá, destacam-se, também, a Igreja Catedral Diocesana Santo Antônio, uma das mais belas do Estado, com arquitetura neogótica, o Monumento Cristo Rei e o Santuário de Schoenstat, além de diversos eventos culturais, religiosos e socioeconômicos.

Em Iraí, o cristal das pedras e as propriedades medicinais das águas minerais e termais, junto à beleza da natureza, projetam-a como a “Cidade Saúde”. O principal cartão postal do município é o Balneário Osvaldo Cruz, construído sobre uma fenda rochosa, por onde jorra água mineral termal, com temperatura de 36,5ºC. Esse pequeno oásis de paz junto à natureza oferece uma eficiente e aconchegante rede hoteleira e um comércio variado.


As outras cidades


  • O município de Guaporé reserva surpresa nas compras de joias e lingeries – maior centro produtor do Estado.


  • Lajeado oferece aos visitantes spa das Pedras Preciosas, com banhos, óleos perfumados e massagens, que utilizam cristais de pedras preciosas para embelezar e revitalizar. Também, o visitante pode encontrar Gemas brutas e roladas, Parque Histórico e o Parque do Imigrante.


  • Em Estrela, o visitante encontra objetos de decoração, brindes e joias. Como opcional, pode visitar a Rota Turística “Delícias da Colônia”.


  • Em Porto Alegre, capital do Estado, encontra-se o Museu de Ciências e tecnologia da PUCRS, Geologia e Mineralogia.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...