ANO: 25 | Nº: 6485
26/04/2019 Esportes

Se passar pelo Glória, Erechim é o próximo destino

Foto: Antônio Rocha

Márcio Nunes comandou Ypiranga em 2018
Márcio Nunes comandou Ypiranga em 2018
É claro que o foco dos jogadores jalde-negros estão direcionados para o confronto contra o Glória, neste domingo, em Vacaria. Entretanto, não há como negar que dentro do clube já projetam o possível próximo adversário. Se passar pelo Glória, o Bagé decidirá uma das duas vagas à série A do Gauchão contra o Ypiranga. A equipe de Erechim classificou-se para a semifinal, na noite de quarta-feira, no Estádio Aldo Dapuzzo. Após um empate no tempo normal, o Ypiranga superou o São Paulo-RG, nos pênaltis, por 5 a 3, e seguiu adiante.
Vencendo o Glória e, devido à melhor campanha, o Bagé terá o privilégio de decidir a vaga com um Pedra Moura lotado. Portanto, o jogo de ida seria no Colosso da Lagoa, em Erechim, possivelmente na quarta-feira. Já a partida de volta, na Rainha da Fronteira, seria em 8 de maio, na outra quarta-feira. Os finais de semana não seriam mais utilizados, visto que o Ypiranga inicia sua jornada na série C do Brasileiro, neste sábado.
Aliás, este é outro motivo que anseia os torcedores do Ypiranga. Estar na série C nacional, mas na segunda divisão estadual. Ano passado, o clube bateu na trave ao ser eliminado, na semifinal, pelo Aimoré. Na época, era treinado justamente por Márcio Nunes, hoje técnico do Bagé. Fazia parte do elenco de jogadores o meia-atacante Skilo, que também faz parte do jalde-negro. Mas, antes de projetar os 180 minutos de Bagé x Ypiranga, é preciso que o Abelhão faça sua parte e saia vivo de Vacaria, firme no sonho de estar na série A no ano de seu centenário.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...