ANO: 26 | Nº: 6544
29/04/2019 Esportes

Bagé perde nos pênaltis para o Glória e é eliminado

Foto: Guilherme Borba/Derby Comunicação/Especial JM

Resultado tirou o jalde-negro da Divisão de Acesso
Resultado tirou o jalde-negro da Divisão de Acesso

Um jogo difícil e que tirou a possibilidade do Bagé avançar Divisão de Acesso do Gauchão. Foi este o resumo da partida realizada na tarde de ontem, no Estádio Altos da Glória, em Vacaria, contra o time conhecido como Leão da Serra.

A disputa começou pegada. Já aos 10 segundos, uma falta foi marcada em favor do Glória. Depois, em busca do gol, um contra-ataque do Bagé terminou em escanteio. Do lance, ao invés do jalde-negro levar perigo ao arqueiro adversário, o time de Vacaria recuperou a bola e, por pouco, não fez o gol. Tiago fez grande defesa, quando Germano bateu próximo da marca do pênalti. Em resposta, Cris Magno avançou levando perigo, somente sendo parado após intervenção de Giancarlo

Tais lances, com ambas as equipes disputando cada metro do gramado, foi a cara de um clássico jogo truncado. No início, o Glória até atacou mais, mas não conseguiu abrir o placar. Em um dos lances, o jogador Tiago Machado, do Leão da Serra, deu um toque para Pablo e a bola passou do lado, muito perto, da goleira jalde-negra.

O jogador Douglas Skilo, que era novidade no time do Bagé, deu trabalho para o adversário. Em um cruzamento de pela esquerda, ele quase marcou, só sendo impedido por um desvio da zaga. O ímpeto do time bajeense aumentou aos 40 minutos da primeira etapa, mas parando na zaga do Glória.

No tempo complementar, o Bagé acabou se soltando mais. Em uma jogada aos nove minutos, Cris Magno quase marcou um gol, mas Vandré defendeu. Depois, em um escanteio, Welder também teve uma oportunidade clara, mas jogou para fora. Pós a correria inicial do segundo tempo, as jogadas mais perigosas diminuíram.

Foi então que, aos 38 minutos do segundo tempo, Maicon Santana levou um cartão vermelho, após deixar a mão no rosto de Marlon, que teve o supercílio cortado. Com um a menos em campo, o time de Bagé não conseguiu ameaçar mais. E teve tempo. A partida continuou até os 50 minutos e, em meio a muita confusão, terminou sem gols, obrigando a disputa a ser decidida nos pênaltis.

Jalde-negro erra duas cobranças

Os batedores do Glória, Jean Carlos, Edu Amparo, Sergipano e Alisson marcaram gols. Já dos jogadores do Bagé, Fernandinho e Rafinha marcaram, mas Capinha e André foram parados pelo goleiro Vandré. E o jogo terminou em 4 a 2, sem sequer o jalde-negro chutar a quinta cobrança. O Glória, classificado para a semifinal, irá encarar o Ypiranga de Erechim.
O time da Rainha da Fronteira, que buscava vaga na elite do futebol gaúcho em 2020, ano de seu centenário, viu o objetivo parar nas quartas de final.

Escalações

Bagé – Thiago, Fabinho, Ricardo, André, Rafinha, Capinha, Cris Magno, Leomir, Welder, Maicon Santana e Douglas Skilo.

Glória – Vandré, Thiago Machado, Sergipano, Alisson, Ednei, Thiago Costa, Théo (Marlon), Germano, Pablo, Erick Farias (Túlio Renan)  e Jean Carlos.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...