ANO: 25 | Nº: 6312
04/05/2019 Fogo cruzado

Câmara arquiva proposta que previa criação do programa Escola sem Machismo

O Legislativo bajeense arquivou a proposta de lei que previa a criação de diretrizes para promover a educação com foco na igualdade de gênero. Desenvolvido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o denominado programa Escola sem Machismo, que prevê um currículo voltado à conscientização sobre os direitos das mulheres, havia sido apresentado, à Câmara, pelo líder do PT, vereador Lélio Lopes (Lelinho).
O projeto recebeu parecer contrário da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final. Lelinho adianta que estuda alternativas para reapresentar a matéria. Na justificativa apresentada ao Legislativo, o petista argumentava que ‘a educação cumpre um papel fundamental para mudar comportamentos machistas’. A matéria, na prática, estabeleceria ‘a promoção de ações que visem a valorização de mulheres, a prevenção, o combate à discriminação e à violência’.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...