ANO: 25 | Nº: 6356
04/05/2019 Cidade

Erramos

Na edição de sexta-feira, 3 de maio, por equívoco, informamos que o secretário do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Bayard Paschoa Pereira estaria contestando os resultados do mês de janeiro de 2019 no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), alegando a inexistência de 144 desligamentos de professores da Educação de Jovens e Adultos (EJA) .

Porém, o titular da pasta discorda de um total de 339 desligamentos apontados no sistema no mês mencionado. Além destas 144 vagas, são contestados por Bayard, em nota enviada ao Ministério da Economia, os desligamentos de 84 faxineiros, 47 auxiliares de Desenvolvimento Infantil, 26 técnicos em Secretariado, 12 vigilantes, 11 cozinheiros gerais, oito auxiliares nos Serviços de Alimentação, quatro coordenadores Pedagógicos e três professores de alunos com deficiência múltipla.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...