ANO: 25 | Nº: 6353
08/05/2019 Cidade

Chuva deve retornar à Rainha da Fronteira nesta semana

Foto: Tiago Rolim de Moura

Bagé tem acumulado pluviométrico no quadrimestre superior ao mesmo período de 2018
Bagé tem acumulado pluviométrico no quadrimestre superior ao mesmo período de 2018
Com três dias chuvosos, Bagé atingiu um acumulado de 11,9 milímetros, conforme medição da Estação de Tratamento de Água (ETA), vinculada ao Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb). Mas a perspectiva é que os números do mês aumentem nos próximos dias. Segundo previsão do portal Climatempo, hoje, os índices pluviométricos devem subir mais 11 milímetros. Para amanhã, o Instituto indica mais oito milímetros. E na sexta-feira é que as precipitações devem atingir com força a Rainha da Fronteira, com uma estimativa de 56 milímetros. Ou seja, a marca, atualizada ontem, deve aumentar, pelo menos, seis vezes.
Já a partir do final de semana, a chuva deve dar uma trégua na região da Campanha. Isso pelo menos até o dia 19, ainda no outro domingo. Se a previsão para a próxima da semana se confirmar, Bagé terá uma semana de "folga", em relação a precipitações, retornando no dia 20, com mais 12 milímetros.
Quanto à temperatura, as altas devem permanecer por mais um tempo no outono bajeense. Nesta semana, 15ºC deverá ser a medição mais baixa apontada pelos termômetros. No período de tarde, em alguns momentos, as máximas atingirão até 26ºC. Na semana seguinte, o clima será semelhante, e com predominância de um céu ensolarado.

Acumulado de 2019
Até o momento, conforme levantamento do Daeb, choveu, na Rainha da Fronteira, 628,1 milímetros. O mês com maior índice foi janeiro (435,4 mm). Nos seguintes, os números foram menores: fevereiro (52,7mm), março (18,8mm), abril (109,3mm) e maio (11,9mm).
Mesmo que o mês de maio não tenha atingido sua metade, os números de 2019 já superaram o quadrimestre de 2018, que contabilizou 420,8 mm. A diferença se deve às precipitações registradas em janeiro. O aumento dos índices pluviométricos, conforme já mencionado pelos meteorologistas, é consequência do fenômeno El Niño. Inclusive, segundo levantamento do MetSul Meteorologia, Bagé foi a terceira cidade com mais chuva no mundo, em 24 horas, registradas entre 9 e 10 de janeiro de 2019. Ao todo, foram 124 milímetros. A Rainha da Fronteira ficou atrás somente de Resistência, na Argentina (224mm) e Muarataewe, Indonésia (178mm).

Barragens abaixo do nível
Sobre as barragens, a assessoria de imprensa do Daeb informa que as barragens do município estão com níveis abaixo do normal, com exceção da Emergencial, que se encontra cheia. Já nas outras duas, a situação é a seguinte: Sanga Rasa (-2,80 metros) e Piraí (-1 metro).

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...