ANO: 25 | Nº: 6398
08/05/2019 Segurança

Draco investiga ação de criminosos contra agências bancárias

Foto: Tiago Rolim de Moura

Agência do Banrisul de Bagé, da Marechal Floriano, foi um dos alvos dos criminosos
Agência do Banrisul de Bagé, da Marechal Floriano, foi um dos alvos dos criminosos

Dois ataques criminosos contra agências bancárias de Bagé e Candiota foram registrados, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), entre a madrugada de segunda e de terça-feira.

Na madrugada de segunda, a agência do Banrisul de Bagé, localizada na avenida Marechal Floriano, foi alvo de uma tentativa de arrombamento. Segundo o registro de ocorrência, feito na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), o gerente relatou que criminosos fizeram um buraco na parede dos fundos do prédio, mas os mesmos não conseguiram adentrar no local. Consta, ainda, que os criminosos empurraram um armário grande de ferro que estava encostado na parede, na parte interna. O móvel teria impedido o acesso à agência..

Já na madrugada de ontem, por volta das 2h20min, a agência do Banco do Brasil de Candiota, localizada na rua Ulisses Guimarães, bairro Dario Lassance, foi arrombada e furtada. Conforme a Brigada Militar e o subgerente da agência contaram no registro da DPPA, os autores arrombaram a porta e, com um maçarico, abriram um caixa eletrônico, levando todo o dinheiro do seu interior.

Ainda no relato dos policiais militares, no local havia um cheiro muito forte de queimado durante a manhã. O local foi isolado e fechado pela agência e, durante o dia de ontem, o atendimento não foi realizado, segundo informado, por questões alheias ao ataque.

Uma empresa de monitoramento de São Paulo informou ter registrado as imagens. De acordo com o mencionado no boletim de ocorrência, os assaltantes são conhecidos da Polícia de outros estados. O valor total que foi levado pelos criminosos não foi divulgado até o fechamento desta edição. Um levantamento técnico pelo papiloscopista foi realizado pelo Instituto Geral de Perícias.

Conforme o titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), delegado Cristiano Ritta, a investigação das duas ações está sob o comando da especializada. “Vamos averiguar tudo e já começamos a investigar. No ano passado, prendemos uma quadrilha especializada nesses fatos, no Residencial São Sebastião. Agora, vamos averiguar todos os pontos”, completou.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...