ANO: 25 | Nº: 6382
11/05/2019 Segurança

Jovem é condenado a 32 anos de prisão por assassinato em Dom Pedrito

Foto: Divulgação

Vítima morreu em frente a um bar
Vítima morreu em frente a um bar

Em sessão do Tribunal do Júri de Dom Pedrito, na quinta-feira, foi condenado a 32 anos de prisão, em regime fechado, Alex Sander Soares Gonçalves, de 21 anos. Ele respondia pela morte de Danrley Carvalho Rodrigues, 24 anos, registrada em abril de 2018, na Capital da Paz.

Os jurados acataram a tese do Ministério Público, defendidas pelo promotor de Justiça Leonardo Giron, de que o homicídio foi cometido por motivo fútil e recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima. O crime foi motivado por uma desavença, por serem de grupos rivais.

Crime

O crime aconteceu por volta das 5h20min, do dia 28 de abril de 2018, próximo a um bar, onde a vítima se encontrava bebendo com amigos. O réu se aproximou rapidamente e deferiu tiros, um dos quais atingiu Danrley, no tórax, causando morte por choque hemorrágico.
Um menor de idade teria passado pela vítima e a encarado. Após, dirigiu-se até o seu irmão, que estava no outro lado da rua. Momentos depois, o réu teria atravessado a via e, de frente para a vítima, sacou uma arma que trazia na cintura e desferiu três tiros.

Danrley teria sido morto por tentar evitar a briga entre seu irmão e o autor. Em virtude da reprovabilidade da conduta do réu e de seus antecedentes por homicídio, ele não poderá recorrer em liberdade.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...