ANO: 25 | Nº: 6333
13/05/2019 Segurança

Policiais de Bagé protestam contra reforma da previdência

Foto: Antônio Rocha

Categoria está insatisfeita e pede tratamento igual ao dos militares na reforma
Categoria está insatisfeita e pede tratamento igual ao dos militares na reforma

Assim como ocorre em outras regiões do país, nesta segunda-feira, 13, alguns agentes da Polícia Civil de Bagé aderiram às manifestações da categoria, convocada pela União dos Policiais do Brasil (UPB), contra a reforma da previdência, proposta pelo Governo Federal, que tramita no Congresso Nacional. Ao contrário do que ocorre em outras cidades, porém, nenhum serviço foi paralisado. A categoria está insatisfeita e pede tratamento igual ao dos militares na reforma.

Os policiais discordam, entre outros pontos, das regras para aposentadoria e do valor de pensão para familiares de policiais mortos e feridos. A reforma prevê aposentadoria a partir dos 55 anos de idade, mas, na prática, segundo os policiais, o que vai acontecer é o envelhecimento dos servidores, já que o valor previsto para a aposentadoria aos 55 é inferior ao praticado atualmente e valerá mais ao policial continuar trabalhando para receber o salário integral.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...