ANO: 26 | Nº: 6526
18/05/2019 Cidade

Bioma em foto

Foto: Rodrigo Corrêa Pontes/ReproduçãoJM

Exemplar foi fotografado, na Serrá do Caverá, em março de 2019
Exemplar foi fotografado, na Serrá do Caverá, em março de 2019

A curicaca (Theristicus caudatus) é uma ave da ordem dos Pelecaniformes da família Threskiornithidae. Possui hábitos diurnos a crepusculares, vivendo geralmente em bandos pequenos ou solitários, procurando alimento em campos de gramíneas ou em alagados. Alimenta-se de gafanhotos, aranhas, centopeias, lagartixas, cobras e ratos. Seu bico, longo e curvo, é adaptado para extrair larvas de besouros e outros insetos da terra fofa. Não apresenta grandes diferenças externas entre macho e fêmea (dimorfismo sexual), mas o macho costuma ser levemente maior, atingindo 69 cm de comprimento e cerca de 43 cm de envergadura. Costuma pôr de dois a quatro ovos, em ninhos de gravetos nas árvores ou mesmo grandes rochas nos campos. Os ninhos formam colônias numerosas durante o período de reprodução. Possui uma grande capacidade de adaptação, ocorrendo em diversos ambientes, sendo muito comuns em ambientes antropizados (alterados), nidificando até mesmo próximo a residências. A presença de humanos e animais domésticos, em geral, não alteram seu comportamento, e apesar de evitar o contato direto, a curicaca geralmente permanece no solo, mesmo próximo ao ser humano. Apresenta distribuição geográfica por toda a América do Sul, sendo que, no Brasil, encontra-se, principalmente, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. É bem abundante no município de Bagé, sendo muito comum na área urbana do município.
Para saber mais sobre essa ou outras espécies da flora e fauna do Bioma Pampa, entre em contato com o curso de Ciências Biológicas da Urcamp, pelo telefone (53) 3242-8244, ramal 212.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...