ANO: 26 | Nº: 6555
23/05/2019 Cidade

Estudantes de Jornalismo da Urcamp produzem noticiários em áudio para WhatsApp

Foto: Divulgação

É o mais novo produto experimental dos acadêmicos da Urcamp
É o mais novo produto experimental dos acadêmicos da Urcamp

Notícias na palma da mão e em formato de áudio que chegam por um aplicativo que caiu no gosto dos brasileiros. Esse é o mais novo produto experimental dos acadêmicos do Curso de Jornalismo do Centro Universitário da Região da Campanha (Urcamp), lançado nesta quarta-feira. O primeiro noticiário em áudio distribuído pelo WhatsApp está chegando nos celulares de muita gente com informações diversas.


O projeto faz parte da disciplina Laboratório de Radiojornalismo, ministrada pelo professor Lucas Rohan. Radialista há mais de 15 anos, Rohan avalia que é preciso ocupar um espaço que, ultimamente, ficou mais conhecido pelo compartilhamento de fake news. “O rádio está se reinventando. Primeiro, ocupou a internet e, agora, vai ocupar o WhatsApp também. Costumo dizer que não leciono a disciplina de radiojornalismo, mas sim de ‘audiojornalismo’”, comenta o professor.


Os noticiários têm duração de cerca de 2 minutos e são produzidos e apresentados pelos acadêmicos. Serão cinco diferentes noticiários. Um apresentará um resumo das notícias mais importantes da semana na Urcamp, produzido pelos estudantes Filipe Torrez Perez, Nathália Godoy e Rodrigo Kluwe.


“Nós estamos tentando inovar de acordo com o mercado atual, onde atualmente todos usam o aplicativo de mensagens, porque não entrarmos nesse campo?”, avalia Filipe.


Outra produção dos acadêmicos é um noticiário com informações rurais, já que Bagé está em uma região cuja economia gira em torno da agricultura e da pecuária. Esse programa é de responsabilidade dos acadêmicos Mário Pereira e Letícia Franck.


Para Letícia, o projeto experimental possibilita não só a prática, como também a quebra de conceitos pré-estabelecidos. “Ao ouvirmos nossa própria voz, deixamos de lado o receio e nos transportamos para um universo de sons e falas. O gravador torna-se impulso e não âncora. Expandimos nossa percepção a respeito dos programas, criamos roteiros e os transformamos em notícias. Tornamo-nos apresentadores e não apenas ouvintes. É uma proposta inovadora e necessária ao nosso crescimento enquanto futuros comunicadores”, avalia a estudante.

As opções de lazer na cidade também terão um programa exclusivo. Produzido pelos estudantes Samuel Oliveira e Vitória Severo, o boletim vai trazer as opções de diversão na cidade.


Os fatos mais importantes de Bagé serão resumidos pelos acadêmicos Tavisson Esteves e Ketherine Acosta. Em parceria com o Jornal Minuano, veículo usado como laboratório pelos estudantes, o noticiário pretende divulgar os acontecimentos mais relevantes da semana na região.

   

O esporte não ficará de fora. Os estudantes Eduardo Gonçalves, Diego Rodrigues e Rômulo Ritta serão os responsáveis pela produção de programas especiais sobre as seleções que vão disputar a Copa América.


O projeto tem caráter experimental e começou a ser produzido e compartilhado esta semana pelos estudantes. Os noticiários serão produzidos semanalmente até o final deste semestre a fim de avaliar a receptividade do público.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...