ANO: 26 | Nº: 6542
29/05/2019 Segurança

Operação Cronos 2 prende três indivíduos em Bagé

Foto: Divulgação

Mais de R$ 500 em dinheiro estava com o acusado
Mais de R$ 500 em dinheiro estava com o acusado
Policiais civis de 21 estados e do Distrito Federal participaram, ontem, de mais uma etapa da Operação Cronos, deflagrada para combater os crimes de homicídio e feminicídio. Coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, a ação acontece de forma integrada e conta com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Até o fechamento desta edição, 199 pessoas haviam sido presas, sendo 177 por homicídios e 22 por feminicidios. Sete adolescentes foram apreendidos. Em Bagé, foram registradas três detenções.

Ainda pela manhã, policiais civis da Primeira DP, de Bagé, com o apoio de agentes da DPPA, 2ª Delegacia de Polícia Civil e Delegacia de Polícia Regional do Interior, em cumprimento a mandado de busca e apreensão no bairro Ivone, prenderam, em flagrante, dois homens, de 54 e 33 anos, por posse de arma de fogo e munições.

Segundo a delegada Daniela Barbosa de Borba, foram apreendidos um revólver calibre 38, oito munições calibre 38 e quatro munições calibre 20. As fianças arbitradas não foram pagas, razão pela qual os autuados acabaram sendo encaminhados ao Presídio. Um dos detidos também encontrava-se em situação de foragido.

Já no bairro Prado Velho, os agentes da 1ª DP prenderam, também em flagrante, um homem de 39 anos, acusado de tráfico de drogas. Segundo a delegada, foram apreendidos no bolso do autuado R$ 579 em dinheiro, uma porção de maconha e outra pequena porção embalada dentro de um pote. Após a conclusão do procedimento, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

O objetivo da Operação Cronos 2 é cumprir mandados de prisão contra pessoas acusadas de feminicídio – o assassinato de mulheres por violência doméstica ou discriminação de gênero –, além de homicídios.

Primeira Fase

Deflagrada em agosto de 2018, a primeira fase da Operação Cronos resultou na prisão de mais de 2,6 mil pessoas em todo o País. Além disso, foram apreendidos 341 adolescentes.

Segundo o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil divulgou à época, 42 pessoas foram presas por feminicídio; 404 por homicídio; 289 presos por crimes relacionados à Lei Maria da Penha; 640 foram autuadas em flagrante por posse ou porte irregular de arma de fogo, tráfico de drogas e outros crimes; e outras 1.252 pessoas foram detidas em decorrência de mandados de prisão expedidos por outros crimes.

Durante a primeira fase, ainda, foram apreendidas 146 armas de fogo e aproximadamente 383 quilos de entorpecentes, como maconha, cocaína e crack. Mais de 7,8 mil policiais civis de todo o país participaram das ações.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...