ANO: 26 | Nº: 6573
29/05/2019 Fogo cruzado

Prefeitura anuncia autorização para parcelamento de dívida do Funpas

Foto: Divulgação

Padilha e Divaldo assinaram acordo para pagamento de R$ 600 mil mensais
Padilha e Divaldo assinaram acordo para pagamento de R$ 600 mil mensais

A Prefeitura de Bagé anunciou, no final da tarde desta quarta-feira (29), que passará, a partir de agora, a resolver um antigo problema do passado, relacionado ao salário dos aposentados. Isso porque o Município recebeu a homologação da solicitação encaminhada ao Fundo Previdenciário Nacional, em 2017, que buscava autorização para o parcelamento da dívida de R$ 60 milhões do Fundo, 'já incluindo as pendências de 2016'.
O prefeito Divaldo Lara, juntamente com o presidente do Fundo de Pensão e Aposentadoria do Servidor de Bagé (Funpas), Sandro Padilha, anunciou que os valores atrasados começam a ser quitados a partir do mês de maio, beneficiando cerca de 1,2 mil cidadãos que recebem repasses na atualidade.
Uma lei, aprovada no final de 2017, pela Câmara de Vereadores, autorizou que o município realizasse o parcelamento deste montante. Desde então, porém, ainda era necessária a homologação do Ministério da Fazenda e, também, da Previdência Social, por meio do Ministério da Economia.
No início da noite desta quarta feira (29), Padilha e Divaldo assinaram o acordo para os parcelamentos, que serão de R$ 600 mil mensais, e que serão somados aos R$ 4 milhões pagos atualmente, compreendendo o valor regular, patronal, complementar e parcelamentos anteriores já em andamento.
O prefeito Divaldo Lara demonstrou satisfação com a definição. "Estou muito feliz com a homologação de parcelamento da dívida do Funpas, que havíamos solicitado ao Fundo Previdenciário Nacional, ainda em 2017. Com isso, estamos regularizando mais uma dívida do passado e beneficiando diretamente cerca de 1,2 mil bajeenses, aposentados e pensionistas, muitos deles dependentes desta única renda para viver. Durante nosso governo, estamos pagando as mensalidades em dia e, agora, começamos a regularizar o valor, pendente do passado", concluiu em nota oficial emitida pelo setor de comunicação do Executivo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...