ANO: 25 | Nº: 6312
30/05/2019 Esportes

Rodrigo Trindade projeta segundo semestre jalde-negro

Foto: Antônio Rocha

Investidor confirma projeto para Copinha
Investidor confirma projeto para Copinha
A tentativa jalde-negra de jogar a série A gaúcha no ano de seu centenário falhou. Mas isso não significa que o trabalho iniciado neste ano tenha chegado ao fim. Pelo contrário. O segundo semestre promete fortes emoções no bairro Menino Deus. Na noite de terça-feira, o diretor-executivo Rodrigo Trindade reuniu-se com os demais diretores e colaboradores para alinhavar os planos do clube e resolver polêmicas levantadas nos últimos dias, como a falta de luz no estádio Pedra Moura.
Confirmado na Copa Antônio Carlos Verardi, mais uma vez, a meta do Bagé é ambiciosa: conquistar uma vaga para a Copa do Brasil.
Luz paga
De quebra, a luz no estádio foi primeiro tema a ser resolvido na reunião. Em entrevista à rádio Clube, Trindade confirmou as pendências existentes, junto à Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) foram sanados na terça-feira. "Não foi falta de dinheiro. A confusão dizia respeito a cobrança. Porém, já pagamos todos os boletos em aberto e a luz está ligada. Não temos mais nenhum débito. Nesse episódio, o que mais me chamou a atenção foi o empenho dos diretores. Como não sabiam se eu viria ou não para a reunião, eles estavam juntando dinheiro para quitar o débito. Isso é uma prova de união", destaca.
Polêmicas e investimentos
Durante a entrevista à rádio, "panos quentes" não faltaram. A primeira polêmica citada por Rodrigo Trindade dizia respeito à atritos com dirigentes do rival Guarany. Outro fator mencionado pelo investidor foi o investimento feito no primeiro semestre. "Nosso marketing vendeu 900 camisas. Estamos com 800 sócios em dia. Nossa média de público foi de 2,5 mil. Teve gente dizendo que o investidor veio para dar golpe no Bagé. Gastei R$ 300 mil na reforma do estádio. Eu seria muito burro. Para mim, sendo sincero, financeiro foi ruim, pois é óbvio que almejo o retorno. Mas se hoje eu pegar minhas malas e for embora, o Bagé fica no lucro total. Ele não gosta que eu fale, mas o Rafael Alcalde (presidente) ajuda do bolso dele, todo mês, nos pagamentos, pois ele é apaixonado por esse clube. Todas as obras foram pagas à vista. Tem cerca de 10 jogadores que ainda precisam ter suas rescisões quitadas, mas isso será resolvido entre hoje e amanhã", explica.
Jogadores e comissão técnica
Com negociações em andamento, são grandes as perspectivas do técnico Márcio Nunes e os demais membros da comissão técnica permanecerem para a Copinha. A diretoria estima que a apresentação do grupo de jogadores aconteça entre 5 e 10 de julho. Até o momento, seis atletas foram confirmados: o goleiro Pablo; os zagueiros André e Sílvio; os laterais Gustavo Nogy e Rafinha Carletti e o volante Matheus Damasceno.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...