ANO: 25 | Nº: 6334

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
Prefeito de Bagé
03/06/2019 Divaldo Lara (Opinião)

Nada se compara à solidariedade dos bajeenses

Desde o dia 8 de maio estamos em plena Campanha do Agasalho. E neste sábado, durante toda a tarde, realizamos o tão aguardado Dia D. Nele, atividades artísticas, de esporte e o trabalho incansável de nossas secretarias, em busca das doações de peças para amenizar o frio de quem mais precisa, foram realizados.
Mais de 40 pontos de arrecadação estão espalhados pela cidade, com uma meta inicial de arrecadação de 25 mil peças neste ano. Somente ontem, durante o evento, foram selecionadas e separadas em kits, 12 mil unidades. Nossa experiência das edições anteriores, já nos indicavam que esse é o dia de maior arrecadação, o que foi confirmado neste sábado, mais uma vez. No período pré-dia D, o número também chegou a 12 mil. Isso significa que já atingimos 24 mil.
O número de cobertores, que está sendo um dos grandes focos também triplicou. Ano passado, no dia D, foram 120. Neste ano, 394.
Quero destacar o trabalho do Exército e, na pessoa do general Ramires, agradeço a toda a família militar, que sempre apoia as iniciativas de interesse público e em especial, nesta, que ajuda as pessoas mais desprovidas. Foi montada uma grande estrutura na frente do Centro Administrativo para oferecer serviços, coleta, transporte e suporte à campanha.
Agradeço, também, o trabalho voluntário da nossa primeira dama, Priscila Fischer Lara. Para quem não sabe, desde o início do nosso governo, primeira dama não tem cargo, nem estrutura de gabinete ou equipe, mas ano a ano junta-se às equipes da Smasi, da Saúde e do meu gabinete, onde  juntos, realizam esse trabalho que vem se superando em números, metas e objetivos.
Na confecção, a Casa de Cursos produziu os “Cobertores do Amor”, com quadrados em crochê que viraram lindos e coloridos abrigos para o frio. Peças de verão e pedaços de tecidos que não poderiam ser aproveitadas de outra forma, também viraram cobertas, com o trabalho das equipes do KM 21 e as equipes do Centro do Idoso e voluntários também se engajaram no Projeto Formiguinha e tricotaram lindas peças em lã.
Todo esse trabalho, unido com a sensibilidade dos bajeenses, que buscaram em seus guarda-roupas aquele vestuário pouco utilizado, tornaram o Dia D, um sucesso.
Outro importante destaque são as visitas realizadas pelos nossos agentes de saúde, que além da saúde preventiva realizada nas casas dos bajeenses, estão, durante a Campanha do Agasalho, captando a necessidade das famílias com o número de integrantes e tamanhos das peças, para posterior distribuição.
Como nos moldes do ano passado, também disponibilizaremos as lojas solidárias em que os interessados poderão escolher o vestuário desejado. De loja, apenas o nome e o formato, com as peças expostas em "araras", pois a distribuição é gratuita. Os locais e datas serão divulgados após o encerramento das arrecadações da campanha.
Em colunas anteriores, já mencionei o quanto fui auxiliado na minha infância por campanhas como essa e também pela ajuda de pessoas mais próximas. Hoje, me sinto orgulhoso de poder fazer o mesmo, seja como cidadão ou com minha esposa atuando como voluntária e liderando essa campanha tão grandiosa e que leva um pouco de abrigo a quem mais precisa.
A campanha ainda se estende até o dia 15 de junho nos pontos de arrecadação, como a prefeitura, o Centro Administrativo, supermercados, Câmara de Vereadores e outros tantos.
Vamos continuar a mexer no guarda-roupa?

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...