ANO: 25 | Nº: 6458
04/06/2019 Fogo cruzado

Lei que obrigaria ensino da Língua Espanhola na rede municipal é arquivada

A proposta de lei que instituiria a manutenção do ensino de Língua Espanhola no currículo do Ensino Fundamental da rede municipal de Bagé, tornando a disciplina obrigatória, também na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi arquivada pelo Legislativo bajeense, ontem. A redação recebeu pela inconstitucionalidade, na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJ), que foi mantido, pelo plenário, com o voto contrário do vereador Augusto Lara, do PDT.
Assinadas pelos vereadores Jeferson Dutra, do PSC, Augusto, Omar Ghani, do PL, e Rafael Rodrigues (Fuca), do PT, previa que a disciplina deveria ser dirigida às quatro séries finais do Ensino Fundamental, com carga horária mínima de uma hora-aula semanal para cada ano. Ainda de acordo com a proposição, os profissionais que poderão ministrar a disciplina deverão possuir Licenciatura Plena em Letras, com habilitação em Língua Espanhola. Em caso de contrato temporário, o professor deveria estar cursando no mínimo quinto semestre da licenciatura.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...