ANO: 25 | Nº: 6256
10/06/2019 Urcamp em Pauta

Enfermagem: graduação para cuidar da vida

Foto: Reprodução JM

Curso, na Urcamp, é oferecido nos turnos vespertino e noturno
Curso, na Urcamp, é oferecido nos turnos vespertino e noturno
por Vitoria Severo
Acadêmica de Jornalismo da Urcamp

A Enfermagem é a profissão que está presente em todos os momentos de nossas vidas. O enfermeiro é o principal responsável pelo cuidado aos pacientes. Qualquer um, seja rico ou pobre, irá, em algum momento, passar pelas mãos desses profissionais. E esta profissão tende a acompanhar as mudanças que o mundo oferece, sempre se renovando. Afinal, não é o tipo de trabalho que pode ser substituído por máquinas, até porque valorizar o ato de cuidar é fundamental. Sendo assim, mais pessoas procuram a graduação.
A Urcamp conta com um laboratório estruturado, como uma unidade hospitalar. Este ambiente proporciona ao aluno a capacidade de treinar, experimentar, acertar e, sobretudo, corrigir para então repetir. As práticas iniciais dos estudantes são realizadas nos bonecos, em seguida, quando aptos, eles vão para os estágios. A coordenadora do curso, professora Carmen Helena Gomes Jardim Vaz, ressalta que o principal foco é a extensão e o trabalho junto à comunidade. "Assim eles podem efetivar esse aprendizado teórico, lá na prática com os pacientes, com qualidade e segurança", assegura.
No curso, os alunos são norteados às diversas áreas de atuação, cientes das características regionais, estaduais, nacionais e universais das questões de saúde. Carmem relata que, com a implantação da Graduação I, o professor deixa de ser o protagonista e o aluno passa a ser mais participativo. "Com isso, ele se torna um futuro profissional muito mais preparado", completa.
A acadêmica do sétimo semestre do curso de Enfermagem da Urcamp, Jenifer Bandeira, conta que procurou o curso após fazer um técnico e ver a oportunidade de ter, no Ensino Superior, mais oportunidades na área que já amava. Ela acredita que, desde o ano que ingressou na faculdade, houveram muitas melhoras. "Os professores buscam se especializar e trazer novas perspectivas, sempre visando a prática, tão essencial para a Enfermagem", ressalta. A acadêmica recomenda e encoraja novos colegas na decisão de estudar na Urcamp, pois confia que a instituição oferece ótimos resultados e forma bons profissionais que podem fazer a diferença. "A realidade é sempre exposta nas aulas e estágios, trazendo sempre os ensinamentos para o dia a dia da nossa profissão, onde nem sempre teremos todos os meios, mas sempre teremos ao nosso lado o discernimento de sermos enfermeiros críticos e com embasamento", conclui.
O curso de Enfermagem da Urcamp funciona há 27 anos. Tem duração de cinco anos (dez semestres) e carga horária de 4.160 horas. O turno de aulas é noturno e vespertino, no Campus Bagé.
De Bagé ao DF: experiência de quem se formou
A enfermeira Anelise Lucas Lacerda, formada em 2006 pela Urcamp, conta que teve uma base excelente durante o curso de Enfermagem e foi muito incentivada e estimulada a participar de estágios voluntários, em que aprendeu muito. "Iniciei minha trajetória em estágios voluntários desde o início do curso. Acredito que o conhecimento adquirido e muito atualizado, com docentes competentes e comprometidos com o ensino, me proporcionou uma bagagem de conhecimento muito boa para que eu pudesse me aperfeiçoar no futuro", pontua a enfermeira. Hoje, Anelise trabalha na Secretaria de Saúde do Distrito Federal na Estratégia de Saúde da Família, onde é concursada desde 2011, mas sua trajetória começou aqui na cidade.
Após se formar, trabalhou como supervisora de estágio e professora no Senac de Bagé por quase dois anos e, ao se mudar para Brasília, trabalhou por um ano e quatro meses como professora no Instituto Técnico de Educação de Brasília - ITEB. "Com certeza o conhecimento que adquiri durante a graduação fez toda a diferença para que eu fosse aprovada, por duas vezes, em um dos concursos mais concorridos na área da Saúde e da Enfermagem do país", ressalta. Ela enfatiza que a Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde da pessoa. "Seu papel é de fundamental importância. É a profissão que se dedica verdadeiramente ao paciente com olhar humano e que dá atenção às suas necessidades", atesta.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...