ANO: 25 | Nº: 6256
11/06/2019 Cidade

Construção de refeitório na Escola Arthur Damé depende de projeto elétrico

Foto: Tiago Rolim de Moura

Nova estrutura deve beneficiar cerca de 70 estudantes
Nova estrutura deve beneficiar cerca de 70 estudantes
A liberação do recurso de R$ 150 mil para a construção do refeitório da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Arthur Damé depende da finalização de um projeto elétrico. A estimativa da Coordenadoria Regional de Obras Públicas (Crop) é que esta semana seja autorizada a licitação para a empreitada.

O tema é pauta do vereador Rafael Rodrigues (Fuca), que integra a Comissão de Educação, Cultura, Direitos Humanos e Segurança da Câmara de Bagé. Conforme o parlamentar, o valor da obra estava depositado na conta da escola e foi retirado no final de maio. Ele disse que há uma garantia do Estado e a medida que a obra avance o valor será reembolsado. Fuca observa que o valor correspondente será para a construção do refeitório também irá para a rede elétrica e saneamento básico.

Conforme o coordenador regional de Obras Públicas, César Vasconcellos, o refeitório é uma demanda antiga da comunidade escolar. Ele relata que o espaço terá 84 metros quadrados (m²) e será construído onde hoje há uma sala de madeira na escola. Ele comenta que o projeto hidráulico deveria ter sido finalizado na última quinta-feira, mas deve ser entregue pelo engenheiro esta semana. "Somente após a finalização deste projeto iremos encaminhar para a licitação", relata.

O coordenador informa que a verba é proveniente do Programa Autonomia Financeira 2018, destinado a reformas e ampliação de 349 escolas da rede pública estadual. No projeto, os repasses vão direto para cada instituição de ensino e os recursos devem ser utilizados, exclusivamente, em reformas e ampliações.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...