ANO: 25 | Nº: 6256
11/06/2019 Fogo cruzado

Deputado propõe instalação de câmeras de segurança no transporte coletivo intermunicipal

A instalação de câmeras de segurança nos veículos de transporte coletivo intermunicipal de passageiros de longo curso pode se tornar obrigatório no Rio Grande do Sul. É o que prevê o projeto de lei de autoria do deputado Pedro Pereira, do PSDB. O parlamentar justifica que a proposta é para aumentar a segurança dos gaúchos e gaúchas que utilizam esses meios de locomoção.
A matéria está sob análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e aguarda o parecer do deputado Elizandro Sabino, do PTB, responsável pela relatoria da proposição, de acordo com os aspectos constitucional, legal e jurídico. "Nos sentimos ameaçados por marginais devido à criminalidade. E não é diferente no transporte coletivo, onde há assaltos e abusos constantes. Pelo menos, com câmeras de segurança será possível identificar os criminosos que aterrorizam a todos nós, pois lugar de bandido é na cadeia", argumenta o parlamentar.
O parlamentar tucano informou ainda que, caso o projeto seja aprovado, as despesas das empresas para a instalação dos equipamentos, se devidamente comprovadas e contabilizadas, serão abatidas nos débitos com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). "Desta maneira as empresas não terão nenhum custo para a aquisição e instalação das câmeras de segurança. Ou seja, não haverá justificativa para que haja aumento no valor das passagens." explica.
O texto estabelece que os veículos de transporte coletivo intermunicipal, que abrange o rodoviário, o hidroviário e o ferroviário terão que ter equipamentos de filmagem e de gravação eletrônica de imagens e de sons, na parte externa e interna. Além disso, as empresas deverão armazenar as imagens por um período de 90 dias, ficando à disposição dos órgãos de segurança pública do Estado, do Ministério Público e do Poder Judiciário.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...