ANO: 25 | Nº: 6352
11/06/2019 Segurança

Primeira DP instaura inquérito para investigar caso de racismo

A Primeira Delegacia de Polícia Civil irá instaurar um inquérito para investigar o caso de racismo que ocorreu no sábado passado, em uma festa junina, numa escola de Bagé.

De acordo com a titular da 1ª DP, delegada Daniela Barbosa de Borba, os primeiros passos serão ouvir testemunhas dos fatos e começar a apurar o que ocorreu. “Vamos buscar os elementos, como o vídeo que é citado, e começar as oitivas (depoimentos)”, detalhou. Ela destaca que o crime se enquadra no artigo 140, parágrafo 3°, do Código Penal, com pena de reclusão de um a três anos e multa.

Relembre

Na tarde de sábado, uma mulher registrou, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), ter sido vítima de injúria racial, durante uma festa junina de uma escola da cidade. Conforme a denunciante, uma mulher branca e loira estava gritando, para que todos ouvissem que, “naquele estabelecimento, não era uma escola para negros, e sim para brancos".

A vítima também destacou que o pai de um aluno fez filmagens dos fatos e apontou o nome da acusada, pois já teria diversos registros de racismo contra a mesma. Constou, ainda, no boletim de ocorrência, que quando a autora viu que estava sendo filmada, falou “que era contra os negros e que não sabia como pessoas brancas estariam lhe ajudando”.

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...