ANO: 25 | Nº: 6310
14/06/2019 Cidade

Trabalhadores de Bagé e Candiota se mobilizarão nesta sexta-feira

Foto: Tiago Rolim de Moura

Evento será realizado na Praça Silveira Martins
Evento será realizado na Praça Silveira Martins
Atendendo convocação da mobilização nacional pela educação pública, pelo direito à aposentadoria e por trabalho, sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais irão realizar, hoje, uma greve geral. A programação deve ter reflexos na região, em Bagé e Candiota.
Na Rainha da Fronteira, um ato está agendado para iniciar às 9h, na Praça Silveira Martins. A mobilização está sendo organizada por uma comissão formada por 10 sindicatos. A Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e Instituto Federal Sul-rio-grandense (Ifsul), 17º Núcleo do Cpers, integrantes do CSP Conlutas, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sindicato dos Trabalhadores em Administração Escolar (Sintae), Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Municipários (Simba), Sindicato dos Professores e Funcionários de Estabelecimento Municipal de Educação (Sinprofem), Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgoto do RS (Sindiágua) são algumas instituições que aderiram à paralisação.
Conforme o presidente do Simba, Clodoaldo Fagundes, serão realizados atos na parte da manhã e à tarde. Ele salienta que, além da reforma da previdência, salários, emprego e educação, há uma série de garantias que os governantes estão "tirando" dos trabalhadores. "Estamos há cinco meses sofrendo ataques por parte do governo federal. É um momento difícil e de reflexão", destacou.
Segundo Fagundes, o movimento deve durar todo o dia e contar com atividades culturais na parte da tarde. Ele salienta que a diretoria do Cpers está realizando visitas em escolas para convidar professores e funcionários a aderirem ao movimento. Há expectativa de que alguns professores parem e não haja aulas. "O IFSul vai paralisar na totalidade e a Unipampa parcialmente", comentou.

Ato prevê bloqueios "esporádicos" em rodovia

O ato, em Candiota, está sendo organizado e coordenado por um movimento popular. Segundo informações de integrantes deste grupo, todas as categorias sindicais que atuam no município irão participar dos atividades.
A mobilização está programada para iniciar às 8h, no trevo da Vila Operária com a BR-293. No local, conforme adiantado à reportagem, haverá distribuição de panfletos informativos sobre a retirada de direitos, principalmente da previdência que irá, segundo o movimento, afetar todos os trabalhadores. Os coordenadores informam que haverá paradas esporádicas na rodovia. A expectativa é que o ato aconteça apenas na parte da manhã.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...