ANO: 25 | Nº: 6334
15/06/2019 Urcamp em Pauta

Medicina Veterinária: amor pela vida animal

Foto: Távisson Esteves/Especial JM

"Podemos ter a liberdade de assistir os professores tanto trabalhando com os animais no campo quanto nos laboratórios", relata Helena
por Távisson Esteves
Acadêmico de Jornalismo da Urcamp

Que a Medicina Veterinária é uma das profissões mais compreensivas e importantes do mundo você já sabe, agora, sabia que a Urcamp propicia uma das melhores formações nessa área em todo o Brasil? O curso, que tem duração de 10 semestres, em turno integral de aulas, realiza as atividades de ensino no Campus Rural da Instituição Comunitária de Ensino Superior: a Fazenda Escola - um espaço que conta com o mais variado número de instrumentos e laboratórios voltados para a formação de um veterinário de qualidade.

No dia a dia, o acadêmico de Medicina Veterinária da Urcamp tem contato com bovinos, ovinos, equinos, suínos e aves, podendo presenciar, assim, a zootecnia no processo de aprendizado. Os alunos contam, também, com o Hospital Veterinário, que atende de pequenos a grandes animais, com capacidade para procedimentos cirúrgicos e de diagnósticos com segurança.

Para quem cursa a área, o mercado de trabalho é amplo. O egresso pode atuar em clínicas veterinárias, produção animal, reprodução, saúde pública, inspeção de produtos de origem animal, bioterismo, pesquisas, entre outras diversas áreas.

Discentes

Helena Gisler Siqueira, de 21 anos, conta que o campus rural abrange todas as necessidades de aprendizado que a área requer e afirma que "o diferencial é que podemos ter a liberdade de assistir os professores tanto trabalhando com os animais no campo quanto nos laboratórios. Isso é importante para nossa construção acadêmica", afirma.

Laleska Letícia Fortes, de 22 anos, e Guilherme Amaral, de 25, relatam que decidiram embarcar neste desafio de se graduar Medicina Veterinária porque sempre foi uma paixão desde criança. Guilherme, natural de Porto Alegre, sempre teve contato com cavalos em rodeios e daí surgiu a paixão por animais de grande porte e confessa: "Cheguei a prestar vestibular para outros cursos depois da escola. Desde o início, eu tinha o incentivo dos meus pais. Ouvi que a área aqui, na região, era forte e acabei escolhendo a Urcamp", comenta. Já Laleska diz que desenvolveu uma paixão pelas atividades no decorrer do curso. "Eu não me imaginava sendo médica de animais, mas a gente vai se encontrando com o ofício nas aulas. Hoje, as áreas de diagnóstico, tratamento e anestesiologia são meus encantos. Estudo mais porque gosto do que faço!", diz.

Ambos estão no nono semestre do curso e estão com a formatura marcada para o fim deste ano. Guilherme e Laleska são namorados e o amor pelos animais fortaleceu o relacionamento.

Coordenação do curso

Com quase 30 anos de serviço na instituição, Regina Pereira Reiniger é coordenadora do curso de Medicina Veterinária, há cinco anos, e se diz muito feliz com o destaque que a graduação atingiu na região. "Hoje, temos 290 alunos, um corpo de professores que conta com veterinários e agrônomos com especializações, doutorados e mestrados. Somos uma equipe e tanto", destaca.

Ao ser questionada sobre qual o diferencial do curso da Urcamp, Regina explica que a inserção do aluno com a prática cria uma imersão perfeita para o aprendizado. "Estarmos inseridos em uma fazenda escola, faz com que nossos acadêmicos possam realizar estágios dentro do próprio local", conclui.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...