ANO: 25 | Nº: 6278
19/06/2019 Fogo cruzado

Contratações temporárias ficam em vista nas sessões extraordinárias

Em vista com a bancada do PSB, os 14 projetos de lei que tratavam sobre autorizações para contratações, em caráter temporário, de mais de 40 servidores para atuar em diferentes serviços mantidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho, Habitação e Direitos do Idoso, não foram levados ao plenário, ontem. As matérias podem retornar à pauta na próxima semana, em nova rodada de extraordinárias.
A proposta, que originalmente alterava dois artigos do Plano de Classificação de Cargos e Remuneração dos Servidores da Casa, eliminando a exigência do diploma de Jornalismo para o exercício do cargo de Coordenador de Comunicação, também ficou em vista, mas com a bancada da Rede. O texto sofreu modificação, com um substitutivo, que não altera a exigência do diploma. Incluído na pauta, o texto que institui o Centro Popular de Compras (CPC) avançou nas comissões.
O projeto que altera a legislação criada no ano passado, estabelecendo a bonificação para o cargo de servente merendeira, havia avançado pelas comissões técnicas, a exemplo da redação, apresentada pelo vereador Graziane Lara, do PTB, que autoriza o Executivo a receber patrocínio de empresas privadas, empresas públicas, sociedades de economia mista, pessoas físicas e organizações não governamentais, para a realização de eventos públicos de interesse da comunidade. Até o fechamento desta edição, os três projetos ainda não haviam sido votados em plenário.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...